TCE rejeita contrato de transporte da Educação

Administração municipal

O TCE-SP (Tribunal de Contas do Estado de São Paulo) rejeitou um dos contratos de transporte de alunos na rede municipal de ensino de Campinas firmado em 2013. O contrato, fechado com a empresa VM de Souza Transportes Ltda., tinha valor de R$ 2,7 milhões.

De acordo com o Tribunal, o contrato sofreu uma renovação em caráter emergencial sem que se tivesse uma justificativa para isso. Além disso, os desembargadores concluíram que não houve o devido processo licitatório.

A secretária de Educação, Solange Pelicer,  informou ontem por meio de sua assessoria de imprensa, que o contrato emergencial teve de ser feito porque o processo licitatório chegou a ser suspenso.

Informou que à época, uma dos concorrentes foi à Justiça , com pedido de suspensão do processo. Isso ocorreu em julho e a decisão da Justiça aconteceu em agosto.  Como o contrato terminaria em setembro não haveria tempo suficiente para que se fizesse um novo processo licitatório.

“À época nós ponderamos que, diante disso, não poderíamos deixar 2.870 alunos sem transporte”, informou a secretária de Educação, segundo a assessoria.

A prefeitura diz que  vai recorrer da decisão.

Sobre o autor

Rose Guglielminetti

Rose Guglielminetti

Sou editora-executiva do Jornal Metro de Campinas e comentarista política da Band-Campinas. Também sou âncora do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h10 às 14h, na Band Campinas. Apresento ainda o Entrevista Coletiva, programa a Band. Tenho paixão pela minha profissão de repórter. E entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

Comentários

Deixe o seu comentário