Início » Câmara de Campinas aprova projeto que aumenta alíquota de contribuição do servidor na Previdência

Câmara de Campinas aprova projeto que aumenta alíquota de contribuição do servidor na Previdência

Por 24 votos favoráveis e 7 contrários, os vereadores de Campinas aprovaram em segunda discussão (mérito) projeto de lei que aumenta a alíquota dos servidores de 11% para 14% na Previdência Municipal. A proposta também a contrapartida da Prefeitura de Campinas de 22% para 28% e passará a assumir as despesas de licença que passem de 15 dias como auxílio-doença, entre outros.

O Sindicato dos Servidores de Campinas era contrário à proposta sob a alegação de que os servidores não têm condições de arcar com mais essa despesas. Os vereadores que integram o bloco de oposição de esquerda chegaram a ir à Justiça para tentar suspender a votação, mas não tiveram êxito na empreitada.

A prefeitura diz que o projeto apenas faz uma adequação á legislação. O projeto deve estar sancionado até o dia 30 de abril, sob pena de o município perder verbas federais – tanto a prefeitura quanto o Legislativo solicitaram ao governo federal a alteração do prazo, em virtude da pandemia de Coronavírus (COvid-19), mas até o momento o pedido não foi atendido.

Contrários

Os vereadores que votaram contrários ao projeto foram: Pedro Tourinho (PT), Gustavo Petta (PCdoB), Mariana Conti (PSOL), Campos Filho (Podemos), Marcelo Silva (PSD), Carlão do PT e Nelson Hossri (PSD).

Rombo

As contas do Camprev (Instituto de Previdência Municipal), de acordo com presidente da instituição, Marionaldo Maciel, estão no vermelho. Segundo ele, o rombo esperado para este ano é de R$ 750 milhões.

O instituto tem dois fundosd e um deles é deficitário. O Fundo Financeiro que tem 9.875 inatios e 7.792 servidores que contribuem. Em 2018, por exemplo, a folha dos inativos foi de R$ 740 milhões e a contribuição recolhida no caixa do Camprev foi de R$ 234 milhões. Os servidores contribuem com 11% e a prefeitura com 22%.

Já o Fundo Previdenciário – formado por aqueles que entraram na prefeitura de Campinas  após 2003 – é superavitário. São 7.015 servidores que contribuem, sendo que há apenas 72 aposentados e 42 pensionistas. No ano passado, a receita com a contribuição foi de R$ 121 milhões, enquanto que a folha de pagamento gira em torno de R$ 350 mil por mês.

Rose Guglielminetti

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

2 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • O CAMPREV NÃO TEM DÉFICIT, PELO CONTRÁRIO, TEM UM SUPERÁVIT DE CERCA DE 680 MILHÕES (Fundo Frevidenciário).
    A PREFEITURA sim, com o Fundo Financeiro, que paga proventos de 99,5% dos aposentados que ingressaram antes de 2004.
    Estaria o Presidente Marionaldo faltando com a verdade ou, pelo menos omitindo-a?
    Ainda bem que faltam somente 8 meses para ele retornar ao seu cargo de técnico em segurança do trabalho.

  • Pode deixar, nós aposentados agradecemos muito ! Viva os candidatos à reeleição ! Aguardem só um minutinho o meu voto e da minha família!

Mais Categorias