Início » Câmara de Campinas diverge sobre ações da PM no Bassoli

Câmara de Campinas diverge sobre ações da PM no Bassoli

A ação da Polícia Militar no Residencial Jardim Bassoli chegou à Câmara de Campinas. Os parlamentares estão divididos. Enquanto alguns pedem investigação para apurar se está tendo excesso da PM nas operações, outros dizem que os policiais estão agindo para impedir a ação do crime organizado no empreendimento localizado na Região Noroeste de Campinas. Desde o último fim de semana, a polícia intensificou as operações no residencial, após um policial e uma moradora terem sido baleados, na madrugada de sábado, durante uma troca de tiros ocorrida perto do “conjunto J”. O Residencial Bassoli tem quase 10 mil moradores.

Alguns moradores disseram que os policiais têm jogado bombas e que têm agido com truculência. A PM arrastou ainda um portão pelas ruas do bairro.

Para o vereador Major Jaime, a população que tem criticado os policiais não representa os moradores honestos e trabalhadores. “Quem está reclamando é o tráfico. A retirada do portão tem de ser apurada, mas esse portão era utilizado pelos traficantes para impedir o acesso da PM ao residencial”, disse ele.

Em um vídeo gravado para as redes sociais, o vereador disse que o crime organizado tem protagonismo no local.

Não é segredo para ninguém que ali é uma base do PCC. Têm alguns locais que as viaturas não conseguem entrar. Alguns moradores, que compraram os apartamentos, foram retirados pelo tráfico que invadiu os espaço. Quem é do bem tem medo de falar”

Major Jaime (PP), vereador

Já a bancada do PT – Cecílio Santos, Guida Calixto e Paolla Miguel – protocolou ofícios junto ao Ministério Público e na Corregedoria da Polícia Militar pedindo apuração sobre a operação da PM no Residencial Bassoli.

Os documentos citam relatos de moradores do Residencial Bassoli em que apontam possíveis abusos policiais, como apontar armas de fogo para os apartamentos, proibir a livre circulação de pessoas, arrastar um portão de condomínio pelas ruas e explodir bombas no local. Além de relatos, os parlamentares enviaram vídeos da operação gravados por moradores do Bassoli e que estão circulando em redes sociais.

A bancada quer que seja apurado se houve violação de direitos dos moradores e se houve abusos na operação.

Outro vereador que também se envolveu com o assunto foi Higor do Campo Grande (Republicanos). Ele estave no local nesta semana, conversou com moradores, mas não tomou partido. Defendeu a paz entre os moradores e o direito de abrirem os comércios – alguns foram fechados por causa do problema. Por outro lado, disse que os policiais também fazem o trabalho deles e deve ser avaliado se houve excesso ou não.

O caso

Os policiais estavam numa ocorrência e teriam trocado tiros próximo ao “conjunto J”, no Jardim Bassoli. Um policial foi ferido no pé. A moradora, de 19 anos, foi atingida no ombro e no rosto.

Durante a operação, os policiais diseram que alguns moradores os enfrentaram com pedras e garrafas. Eles devolveram com bombas de efeito moral.

Outro lado

Em nota, a Polícia Militar informa que desde o último sábado (16) o policiamento no Jardim Bassoli foi reforçado para combater à criminalidade e restabelecer a ordem pública. “Na semana passada, um policial militar e uma moradora foram alvos de disparos na região. Uma chapa de ferro que havia sido colocada em um dos acessos de um condomínio para dificultar as ações das forças de segurança no combate ao tráfico de drogas foi retirada pelos policiais. O caso é investigado pelo 11º DP de Campinas”, completa a nota.

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também âncora do programa "Bastidores do Poder", da Rádio Bandeirantes de Campinas, que vai ao ar todos os dias das 10h às 11h30. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

6 comentários

  • O policial treinado toma um tiro no pé e começam a agir como bandidos, estão ameaçando todos do bairro e fazendo até mesmo toque de recolher de noite pq se encontrarem na rua eles matam, poh faz parte do serviço dele correr atras de bandido e tbm correr o risco, a policia ja se perdeu ha mto tempo, da vergonha dessa postura, sao os verdadeiros bandidos, nos olham com raiva de dentro da viatura, como diz Marcelo Falcao: COVARDES, CORRUPTOS…

  • Você Eduardo, só pode ser um desses laranjas de traficantes do Bassoli.
    E vai ser um dos primeiros a mijar nas calças e chorar pela ajuda da polícia quando os seus “irmãos do crime” perseguirem você.
    Otário, vagabundo é você safado.
    Policial trabalho sobre risco e pressão pra defender babaca igual a você também.
    Cuzão do caralho.

  • Você Eduardo, só pode ser um desses laranjas de traficantes do Bassoli.
    E vai ser um dos primeiros a mijar nas calças e chorar pela ajuda da polícia quando os seus “irmãos do crime” perseguirem você.
    Otário, vagabundo é você safado.
    Policial trabalho sobre risco e pressão pra defender babaca igual a você também.
    Cuzão do caralho.
    Vai dar meia hora de bunda numa esquina qualquer do Bassoli.

  • Parabens a policia militar ,pois la tem menores utilizando armas de fogo.
    Tem uma mulher que comanda desmache de veiculos ,a maioria das esquinas sao pontos de tráfico,kd o petralha?
    So sabe defender bandidos que caras de paus
    Tarciso freitas novo governador de sao paulo
    Ai chega de chororo
    E o comando nada faz pra pegar o bandido e entregar pra policia .
    Quem deu o tiro no pe do policial ?
    Esta uma bagunca chega de passar aao na cabeca destes crapulas nao respeita os moradores e trabalhores parabens a policia mitar

  • Não sou contra nem a favor doq esta acontecendo os policiais tinham q rever bastante oq estão fazendo pois la ñ é um bairro apenas de bandidos la habitam familias boas crianças idosos e nem todo mundo é culpado pelo oq esta acontecendo sei q estão fazendo trabalho deles mais tem q ser mais consciente pq ngm é obrigado a pagar pelo crime de uma pessoa isso ta sendo um pouco fora do controle
    Sei q a criminalidade lá é bastante alta mais os moradores de boa indole ñ estão la por opçao mais sim por necessidade pois muitas familias lá vieram de locais de risco.

  • A polícia tem que cumprir seu papel, proteger, defender e por ordem. Porém preservar a vida dos honestos que não tem opção de outra moradia.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.