Aqui política se discute.
Início » Câmara de Campinas vai gastar R$ 918,5 mil a mais com aumento de salários de técnicos

Câmara de Campinas vai gastar R$ 918,5 mil a mais com aumento de salários de técnicos

A Câmara de Vereadores de Campinas apresentou um projeto de lei de aumento dos salários dos técnicos que vai gerar uma despesa de R$ 918,6 mil a mais no ano que vem aos cofres públicos. Serão beneficiados funcionários que ganham entre R$ 3,5 mil a R$ 5,1 mil. No fim de carreira, alguns técnicos podem chegar com salário de R$ 16,5 mil.

De acordo com o projeto, um técnico que hoje ganha R$ 3,5 mil passaria a ganhar R$ 4,1 mil por mês – um aumento de R$ 7,2 mil/ano no contracheque.

Para justificar o aumento, o Legislativo campineiro diz que é necessário o reenquadramento “para diminuir o grande descompasso existente entre a remuneração dos cargos de nível médio e de nível superior”, que hoje é de uma diferença de 119%. Segundo a Câmara, dos 69 técnicos , 60 têm ensino superior, outros quatro estão se formando e cinco deles têm ensino médio.

Outro argumento é diminuir a evasão destes profissionais que acabam deixando a Câmara de Campinas por considerar baixo o valor do salário. O Legislativo informa que, nos últimos cinco anos, 14 pediram exoneração do cargo.

A progressão com o consequente aumento será concedida a cada cinco anos. De acordo com a Câmara, o aumento só será efetiva se não ferir a LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal).

Reajuste geral

Outro projeto de lei irá dar um reajuste de 2% para remuneração do funcionalismo da Câmara, bem como para os vales-alimentação e refeição, a partir de primeiro de março de 2020.

Os projetos, que são frutos de um acordo trabalhista entre a Câmara e o Sindicato, serão votados no ano que vem.

Os projetos são de autoria da Mesa da Câmara que tem como presidente o vereador Marcos Bernadelli (PSDB), como primeiro secretário, Rodrigo da Farmadic (PP), e segundo secretário, Campos Filho (DEM).

Sindicato da Câmara

O presidente do Sindicato dos Servidores da Câmara, Luis Nobile, usou os mesmos artumentos das Câmara como a intenção de impedir a debandada de técnicos da Câmara e o fato de os salários serem baixos para quem têm ensino superior.


Rose Guglielminetti

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

Adicionar comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Rose Guglielminetti

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

Marcos Andrade

Marcos Andrade

Marcos Andrade é formado em jornalismo pela Unesp e pós graduado em Gestão da Comunicação em Mídias Digitais pelo Senac. Com passagens pelas rádios Band News FM e Bandeirantes de Campinas, é produtor do programa Bastidores do Poder da Band Campinas desde 2016.

Zezé de Lima

Zezé de Lima

Jornalista que começou no Diário do Povo, quando a sede era na César Bierrembach, e com histórias no Jornal de Domingo e Correio Popular. Na última década, já fiz de tudo na Band Campinas. Hoje posso fazer só o que gosto.

Mais Categorias