Aqui política se discute.
Início » Câmara de Pedreira quer barrar barragem

Câmara de Pedreira quer barrar barragem

A Câmara de Vereadores de Pedreira deve aprovar amanhã (04/02), a partir das 19h, um pedido ao prefeito Hamilton Bernardes (PSB) para que embargue as obras da barragem de Pedreira. O pedido é assinado pelos nove parlamentares.

O veto seria devido à falta de segurança à população e a questões ambientais, segundo Paschoal Loner, representante da sociedade civil. “Tem moradia a 800 metros da barragem. É muito arriscado”, disse ele.

A barragem, que vai armazenar 31,9 milhões de m3 de água, ficará numa área de 4,3 km2.Nos bastidores diz que o prefeito vai publicar um decreto na terça-feira embargando as futuras obras. “Ainda não definimos, mas vamos seguir por esse caminho porque a barragem não trará nenhum benefício para a cidade”, disse o prefeito.

O fato é que a tragédia do rompimento da barragem em Brumadinho, em Minas Gerais, ligou alerta em todo o Brasil. Assim, as barragens de Pedreira e Amparo – que ainda serão construídas – entraram no foco – mesmo tendo uma finalidade diferente: o armazenamento de água. Segundo especialista, a proximidade da represa de Pedreira, do Rio Jaguari, com o centro da cidade não é o cenário mais indicado.

Felipe Feliciani, biólogo e ex-presidente do Conselho Municipal de Meio Ambiente de Amparo, diz que a distância entre a região central de Pedreira e a barragem seria de cerca de 3 km. Distância pequena para se colocar em prática um plano de emergência, em caso de necessidade.

“A intenção não é ser alarmista. Mas, a uma distância de 3 km, não há plano de emergência que possa ser posto em prática”, comenta.

Ele afirma ainda que é necessário um plano claro de emergência nesse tipo de barragem. “Os planos geralmente são vagos e não são eficazes. Por isso, é muito importante ter uma atenção a isso”, explica.

Sem risco

A Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente do estado disse que não há semelhança entre as barragens de água e a de Brumadinho. Disse ainda que o método construtivo segue um rigoroso plano de segurança previsto no projeto, conforme determina a legislação.

O Daee (Departamento de Águas e Energia) esclarece ainda que os reservatórios contarão com sistema de controle da vazão, que monitora o nível de água armazenada, reduzindo os riscos de extravasamento.

Rose Guglielminetti

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

Adicionar comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Rose Guglielminetti

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

Marcos Andrade

Marcos Andrade

Marcos Andrade é formado em jornalismo pela Unesp e pós graduado em Gestão da Comunicação em Mídias Digitais pelo Senac. Com passagens pelas rádios Band News FM e Bandeirantes de Campinas, é produtor do programa Bastidores do Poder da Band Campinas desde 2016.

Zezé de Lima

Zezé de Lima

Jornalista que começou no Diário do Povo, quando a sede era na César Bierrembach, e com histórias no Jornal de Domingo e Correio Popular. Na última década, já fiz de tudo na Band Campinas. Hoje posso fazer só o que gosto.

Mais Categorias