Início » Câmara vota projeto que proíbe contratação de secretários e assessores que cometeram crime de violência doméstica

Câmara vota projeto que proíbe contratação de secretários e assessores que cometeram crime de violência doméstica

Os vereadores de Campinas votam nesta segunda-feira (16/05) projeto de lei que proíbe a contratação de secretários municipais, subprefeitos, diretores de macrorregião, administradores regionais, presidentes e diretores de autarquias da Prefeitura de Campinas e também assessores da Câmara de Campinas, de condenados por feminicídio ou crimes praticados contra as mulheres.

A proposta é do vereador Paulo Gaspar que apontou o aumento da violência contra a mulher. Em Campinas, de março a fevereiro deste ano, foram registrados 4.009 crimes cometidos contra mulheres – uma média de 11 casos por dia.

“É necessário essa mudança para que o poder público não contrate aquele que foi condenado por feminicídio ou crimes praticados contra as mulheres”, diz o texto da justificativa do projeto.

Observatório

Nesta semana, a Prefeitura de Campinas anunciou a criação do Observatório de Violência contra a Mulher de Campinas que terá como propósito reunir e sistematizar as estatísticas disponíveis sobre o tema no território. Fará também a divulgação de pesquisas relativas ao tópico, assim como contribuirá na proposição de políticas públicas de prevenção e de combate à violência contra a mulher e do atendimento às vítimas

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também âncora do programa "Bastidores do Poder", da Rádio Bandeirantes de Campinas, que vai ao ar todos os dias das 10h às 11h30. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

Adicionar comentário

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.