Início » Campinas vai receber R$ 6 mi a mais após mudança no modelo de repasse de verba do Ministério da Saúde

1 min readCampinas vai receber R$ 6 mi a mais após mudança no modelo de repasse de verba do Ministério da Saúde

A Prefeitura de Campinas vai receber R$ 6 milhões a mais por ano após mudança no modelo de repasse de verba do Ministério da saúde aos municípios brasileiros. Hoje, a verba é enviada de acordo com o número de equipe de saúde familiar. Agora irá receber pelo número de moradores cadastrados no sistema de saúde.

Segundo o secretário de Saúde, Carmino de Souza, o repasse a partir de abril deste ano será de R$ 75,00 por paciente, ante os R$ 28,00 que são pagos atualmente.

Para isso, a Secretaria de Saúde terá de cadastrar todos os moradores da cidade. A mudança será implementada até abril. Carmino explicou que os R$ 6 milhões serão enviados quando todos os moradores estiveram cadastrados. “O sistema será implantado gradualmente”, explicou o secretário. Segundo ele, a Secretaria de Saúde tem 350 mil cadastrados. A meta é chegar a 700 mil usuários de saúde.

“O limite para receber a verba é a população de Campinas (1,2 milhão de habitantes). Mas é preciso entender que o cadastro não é só da população de Campinas. O município vai receber pelo atendimento que fizer (que pode ser de outro município, mas não receberá a mais se passar do limite do número de moradores de Campinas).

Custo

O paciente que for atendido na saúde básica custa cerca de R$ 220, sendo que hoje o Estado repassa R$ 4,00 e o governo federal R$ 28,00.

Rose Guglielminetti

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

3 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Que hipocrisia. O hospital Ouro Verde não tem nem videolaparoscopia.
    Os pacientes tem que se submeterem há cirurgias invasivas, pela falta do esquipamento.
    Ah, mas claro, os recursos servirão para compras de carros importados, e desvio de verba.
    Quem será o próximo?!?!!?

Mais Categorias