Início » Chá de cadeira

Chá de cadeira

Os vereadores que estiveram ontem no gabinete do secretário Estadual de Segurança Pública, Alexandre de Moraes, levaram um chá de banco. Tiveram que esperar cerca de três horas para serem atendidos pelo chefe da segurança do Estado de São Paulo. A espera, segundo eles, valeu a pena. O secretário prometeu nomear um delegado para a Delegacia dos Animais, que está fechada há quase dois anos. Não deu prazo, mas disse que será rápido. Hoje os boletins de violência contra os animais são feitos em qualquer distrito policial. O fechamento foi um retrocesso.

Rose Guglielminetti

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

Adicionar comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Delegacia dos animais?
    Por mais respeito e zelo que se tenha pela nobre causa animal, sabemos que o Estado todo (ou boa parte dele) se depara atualmente com um déficit generalizado de recursos humanos na Polícia Civil, o que me faz perguntar: Não seria mais prudente pedir reforços para delegacias convencionais, criando condições para que os titulares possam conciliar a causa animal em suas tarefas tão necessárias e urgentes nessa sociedade violenta?
    Como o cobertor é curto, a causa humana também é urgente.
    Percebo que o déficit de quadros envolve delegados, investigadores, escreventes, técnicos adminstrativos… tudo, enfim.

    Com todo o respeito aos defensores da causa animal.

Mais Categorias