Início » Comissão da Câmara aprova alta no salário do prefeito; efeito cascata deve gerar gastos de R$ 4 milhões

Comissão da Câmara aprova alta no salário do prefeito; efeito cascata deve gerar gastos de R$ 4 milhões

A Comissão de Legalidade da Câmara de Campinas aprovou aumento de 16,69% sobre o salário do prefeito de Campinas, Dário Saadi (Republicanos) e dos secretários. O valor passaria de R$ 23,4 mil para R$ 27,3 mil a partir de 1º de janeiro de 2022. A proposta deve ser votada na próxima segunda-feira (06/12).

O aumento do teto vai provocar um efeito cascata nos salários de 150 servidores que estão com os vencimentos congelados. Eles deveriam receber acima desse valor, mas não pode devido ao limite imposto. Se aprovado o projeto, o custo será de R$ 4 milhões a mais para os cofres públicos.

No mês passado, o presidente da Câmara foi procurado por um grupo de servidores que defende o reajuste sob alegação de que estão prejudicados por causa da limitação. Segundo eles, algumas categorias não conseguem fixar profissionais porque os salários são maiores em outras cidades. Eles citaram o caso de cerca de 90 médicos que poderiam fazer mais plantões, mas não fazem devido à limitação salarial.

O vereador Paulo Bufalo (PSOL) usou a tribuna na sessão desta noite para criticar a proposta. Já os servidores que estão no plenário em protesto contra o projeto que impõe aos servidores o teto do INSS para os aposentados classificaram a proposta como absurda. Isso porque já faz dois anos que os servidores não têm reajuste salarial.

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

3 comentários

  • Lá vem sensacionalismo da Dona Rose.

    “Efeito cascata”.

    Que termo de impacto não é Rose?

    Mas vamos refletir um pouco.

    Praticamente tudo em um órgão público atinge várias pessoas.

    Sabe o resultado disso? Quase tudo aquilo que não atinge uma pessoa isoladamente tem “efeito cascata”.

    Por favor Rose, tenha uma postura mais imparcial na hora de prestar um serviço que seja respeitável de fornecer informações para a população.

  • Ao invés de criarem toda essa polêmica inútil entendo que todos deveriam se unir para lutar pelos direitos da MULHER NEGRA/ÍNDIA IDOSA OBESA DEFICIENTE FÍSICA ANALFABETA E HOMOSSEXUAL QUE TEM 10 FILHOS PARA CRIAR.

  • Rose, antes de vc publicar matéria com este teor sensacionalista, deveria se enterar de algumas coisas. A primeira delas é que os reajustes da inflação e nisto não falo em qualquer aumento e sim o simples repasse do índice ocorreu pela última vez no ano de 2019. Neste período os servidores públicos tiveram também uma perda de 3% do aumento das contribuições previdenciárias. Neste mesmo período não vimos a Prefeitura congelar suas taxas e tributos bem como as tarifas de suas empresas. Por outro lado, já existe decisões de mais de 14 estados no tocante a repor a inflação do período face a grande alta dos preços. Se o Prefeito não propuser o reajuste do teto salarial, não terá como reajustar o salário de toda a categoria de forma homogênea e justa.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.