Aqui política se discute.
Início » TV Câmara: contestações devem adiar definição

TV Câmara: contestações devem adiar definição

A licitação para a escolha da empresa que vai operar a TV Câmara de Campinas deverá ter um resultado apenas depois do Carnaval. É que nada menos que nove empresas concorrentes decidiram recorrer do resultado que habilitou a Fundac (Fundação de Educação, Artes e Cultura) – em primeiro lugar. O atual contrato da TV Câmara é de R$ 4,5 milhões por ano.

Com atuação na TV Justiça, Assembleia Legislativa de São Paulo e na Câmara Municipal de São Paulo – a Fundac recebeu questionamentos de todas as demais participantes.

Entre as reclamações, estão questões relacionadas à documentação.  Uma das alegações é de que a empresa não teria o CND (Certidão Negativas de Débitos), o que inviabilizaria sua candidatura. Hoje, o serviço é feito pela empresa Costa Norte e que emprega 33 pessoas. 

Se a licitação não tiver uma solução rápida, a Câmara avalia fazer um contrato emergencial com o atual prestador do serviço.

Rose Guglielminetti

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

3 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • O pessoal da licitação da câmara precisa fazer um estágio lá com o diretores da Ceasa lá a licitação sai rapidinho de acordo com o gosto do freguês e o jurídico ainda chancela tudo com a venda da justiça descoberta pouca vergonha cadeia para essa quadrilha de diretores e advogados corruptos nojeira

  • TV Câmara não serve para nada!! Incrível gastar R$ 4,5 milhões de verba pública para não dar nem traço de audiência. Programas de péssima qualidade técnica e profissionais sofríveis.

  • Não só Diretoria e jurídico da Ceasa são duvidosos o Mário Battisti do RH quando vem trabalhar usa seu tempo e seu cargo para transformar em chefe quem ele quer e passam a ganhar oito mil a turminha do Presidente tem departamento que tem dois chefes tá pior que aldeia de índio e funcionário que rala entra de madrugada faz jornada diferenciada e tratado como lixo cadê o Prefeito que não vê isso

Rose Guglielminetti

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

Marcos Andrade

Marcos Andrade

Marcos Andrade é formado em jornalismo pela Unesp e pós graduado em Gestão da Comunicação em Mídias Digitais pelo Senac. Com passagens pelas rádios Band News FM e Bandeirantes de Campinas, é produtor do programa Bastidores do Poder da Band Campinas desde 2016.

Zezé de Lima

Zezé de Lima

Jornalista que começou no Diário do Povo, quando a sede era na César Bierrembach, e com histórias no Jornal de Domingo e Correio Popular. Na última década, já fiz de tudo na Band Campinas. Hoje posso fazer só o que gosto.

Mais Categorias