Início » Doria diz que Brasil pode ter ‘caos’ se Anvisa romper com a ciência

Doria diz que Brasil pode ter ‘caos’ se Anvisa romper com a ciência

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse que a Anvisa tem de manter o compromisso com a ciência e a independência em relação ao governo deferal para que o Brasil não entre em um caos.

“O corpo técnico e presidente da Anvisa afirmaram a mim que a Anvisa não vai se submeter a nenhum tipo de pressão ou orientação do Palácio do Planalto ou de ordem ideológica, política, partidária ou eleitoral. No momento que tivermos um agência de vigilância sanitária rompendo o seu compromisso com a ciência, a vida e sua independência, isso pode representar um caos para o seu país”, disse ele.

O tucano disse ainda que a vacina, no caso da pandemia, é o único caminho para retomada toda da economia, do ensino presencial, e dos eventos de grande porte.

Doria disse ainda que, se a vacina receber o sinal verde da vacina, mesmo que o governo federal não compre o medicamento, a CoronaVac será oferecida a todos os moradores do Estado de São Paulo.

Ele disse ainda que é favorável a todas as vacinas que tenham eficácia no combate ao coronavírus.

Rose Guglielminetti

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

1 comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • É nojento a postura do governador João Agripino e seus asseclas ao quererem monopolizar as virtudes da “vachina” colocando em risco a credibilidade do centenário e idôneo Instituto Butantãpra lucrarem politicamente.

    É óbvio que devemos nos preocupar sim e muito com a origem dessa “vachina” Coronavac. Primeiro porque a China nunca teve histórico algum em medicina de ponta ou medicamentos (inclui-se vacinas). Não custa lembrar que o vírus surgiu lá mesmo na China, se espalhou mundo afora e que graças a ele foi o único país que teve crescimento econômico, impulsionado pela venda de equipamentos e insumos para combatê-lo.

    Politicamente a China é uma ditadura comunista, que censura e persegue sem dó ou piedade os opositores do regime e que não hesitou em mandar para prisão Li Wenliang – que veio a falecer de covid-19 – o primeiro médico que alertou que o novo coronavírus já havia infectado mais de 30.000 pessoas e matado mais de 630 pessoas em Hubei, capital da província de Wuhan, informação até então escondida pelo governo chinês.

    Vimos que a Johnson & Johnson e a Oxford no primeiro caso de sintomas colaterais provocados por sua vacina imediatamente interromperam o processo de pesquisas e desenvolvimento delas. Alguém acha que isso tem alguma chance de ocorrer no laboratório Chinês? E o governador ainda quer que sejamos obrigados a tomá-la….

Mais Categorias