Início » Em Campinas, Temer diz que ainda não se decidiu sobre reajuste do Supremo

1 min readEm Campinas, Temer diz que ainda não se decidiu sobre reajuste do Supremo

Em Campinas, o presidente Michel Temer disse que tem até o dia 28 para decidir se vai sancionar ou vetar o reajuste salarial para ministros do STF (Supremo Tribunal Federal). “Estou examinando com muito cuidado”, disse ele hoje (14/11) durante a inauguração do superlaboratório Sirius.

O reajuste, aprovado pelo Senado na semana passada, vai passar os subsídios dos ministros dos atuais R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil. O problema é o efeito cascata que irá provocar nos cofres públicos. Estima-se que a despesa irá aumentar em R$ 6 bilhões.

Rose Guglielminetti

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

1 comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Esperamos que Temer vete o aumento de 16%, para o bem do Brasil, dos estados e dos municípios, que estão em péssima situação financeira.
    No escandaloso Projeto de Lei 46/2018 que cria a Procuradoria Municipal, o teto previsto para os procuradores (ilegal) é de R$ 32 mil. Com os 16% do efeito cascata iria para R$ 37 mil.
    Prefeito Jonas, retire, por favor, o escandaloso projeto. Quem pagará os enormes custos será o munícipe. Ainda há tempo.

Mais Categorias