TRANSPORTE

Empresas de aplicativo não atualizam cadastro e são desabilitadas

Rose Guglielminetti
Escrito por Rose Guglielminetti

As três principais empresas que atuam no setor de transporte de passageiros por meio de aplicativos em Campinas estão temporariamente desabilitadas pela Emdec – a empresa municipal que disciplina o sistema de trânsito na cidade. Segundo a Emdec, as empresas Uber, Cabify e 99 Tecnologia não fizeram a atualização anual do cadastro, como determina a lei.

“Conforme diretrizes da Lei Municipal Nº 15.539/2017 e da Resolução Nº 84/2018, que regulamentam o serviço remunerado para transporte individual de passageiros por aplicativos no município, é atribuição das empresas que prestam o serviço renovar a sua Autorização de Operação – AOP a cada 12 meses, com antecedência mínima de trinta dias do seu vencimento. Entre os dias 10 e 11 de abril, as Autorizações de Operação das empresas Uber, Cabify e 99 Tecnologia expiraram e não foi apresentada a documentação necessária para a renovação”, explicou a Emdec, em nota oficial.

A empresa municipal diz que tomou a iniciativa de contatar as empresas que estão em desacordo com a legislação para que a situação seja solucionada, e acredita que a atualização deva ocorrer nos próximos dias.

A Emdec esclareceu, ainda, que os motoristas de aplicativo não têm responsabilidade sobre essa situação e, por causa disso, não serão penalizados neste primeiro momento. Mas faz uma ressalva: devem cumprir as demais exigências para a prestação do serviço no município.

Sobre o autor

Rose Guglielminetti

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

Atenção

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da autora do blog. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. A autora poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Comentários

  • O transporte por aplicativo gera uma receita superior a 300 MIL REAIS para os cofres da EMDEC.

    No Portal da Transparência essa arrecadação é apresentada como OUTRAS RECEITAS.

    O Barreiro teme a VERDADE e repudia a TRANSPARÊNCIA.

    Segunda-feira (15) iniciam as negociações entre a EMDEC e o SINDVIÁRIOS.

    Esperamos que o sindicato CONSIDERE o AUMENTO DAS RECEITAS e o andamento do processo que o Samaritano moveu contra a EMDEC para assumir o plano de saúde.

    SINDVIÁRIOS,

    Não ceda as pressões do MIMADINHO e não aceite o BRT como desculpa!

    Afinal de contas, só a Fabi e a Lígia merecem aumento?

    Não se brinca com a saúde dos trabalhadores!

    #ForaBarreiro, o pior secretário da história de Campinas.

    Luc,

    Até quando você ficará pendurado no saco do FULEIRO?

  • É lógico que o professor de deus não fará nada.

    Na última vez em que os motoristas do transporte por aplicativo foram na EMDEC, o Zé Lameiro trancou ruela, literalmente AMARELOU!

    Acionou a segurança da EMDEC, a GM e a PM… Só faltou ligar pro deputado kkkkkkkkk

    É um bunda mole! Borra botas!

    Hey! Dona Fabi!

    Preenche o auto aí!

    Preenche o auto aí!

    Não vai dá!

    Não vai dá não!

    Não rasure

    Nem Marques

    Omitto prevaricação

    .
    .
    .

    E para o delírio geral

    Chuuupa Barrerooo

    Fooora Fulerooo

    Chuuupa Fulerooo

    Fooora Barrerooo

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.