Início » Escassez hídrica preocupa indústrias da região de Campinas, aponta pesquisa do Ciesp

Escassez hídrica preocupa indústrias da região de Campinas, aponta pesquisa do Ciesp

A escassez hídrica e os impactados na produção entraram no rol de preocupações das indústrias da região de Campinas. Levantamento do Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp-SP), baseado em uma sondagem feita com 40 empresas associadas, 36% das empresas se manifestaram ‘muito preocupadas com os seus reflexos na atividade industrial e possível aumento nos custos’, enquanto 52% delas se disseram ‘pouco preocupadas’ e 12% responderam ‘não ter preocupação’.

A preocupação existe com falta de água e de energia, que pode repercutir na atividade industrial, embora as indústrias, a partir da última crise energética, passaram a adotar diversas medidas para redução de consumo e outras alternativas, como o reúso da água nas suas atividades produtivas”

José Henrique Toledo Corrêa, vice-diretor do Ciesp

A estiagem já impactou o nível dos reservatórios, que está abaixo de 50% da capacidade. A persperctiva do Cepagri é de que a região de Campinas enfrente um inverno seco e com poucas chuvas.

O PCJ, Consórcio Intermunicipal das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (PCJ). já emitiu alertas às cidades sobre o real risco de que podem sofrer com a crise hídrica neste ano.

Produção

Mas nem tudo é só preocupação. A pesquisa revelou que o volume de produção cresceu para 36% das empresas e o faturamento aumentou para 52% das respondentes. O nível de utilização da capacidade instalada, na faixa entre 50,1% e 80%, aumentou em relação ao mês anterior, para 64% das indústrias respondentes. Outros indicadores, como número de funcionários e níveis de inadimplência e endividamento se mantiveram relativamente inalterados em relação ao mês anterior.

Por outro lado, os custos das matérias-primas se mantém elevados – aumentaram para 81% das empresas, em relação ao mês anterior. Já os custos de energia, água e transporte aumentaram para 57% das respondentes.

Balança Comercial Regional

A pesquisa também mostrou que houve um aumento nas exportações. Em maio de 2021, o valor exportado foi de US$ 235,7 milhões – 31,2% maior que em maio de 2020. Já as importações no mesmo mês foram de US$ 990,3 milhões – 43,3% maior do que em maio do ano passado. O saldo em maio de 2021 foi negativo em US$ 754,6 milhões – 47,6% maior do que o registrado em maio de 2020.

Os principais municípios exportadores da Regional Campinas do Ciesp foram, pela ordem: Campinas, Paulínia, Sumaré, Mogi Guaçu e Santo Antônio de Posse. Já os municípios que mais importaram foram: Paulínia, Campinas, Jaguariúna, Hortolândia e Sumaré.


O Ciesp-Campinas conta com 494 empresas associadas, distribuídas em 19 municípios da região. O faturamento conjunto das empresas associadas é de R$ 41,52 bilhões ao ano. Conjuntamente essas empresas empregam 98.894 colaboradores.

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.