Início » Hospital de Campanha será desativado na próxima quinta-feira

Hospital de Campanha será desativado na próxima quinta-feira

O Hospital de Campanha de Campinas será desativado na próxima quinta-feira (13/08). Desde a manhã desta quinta-feira, dia 6 de agosto, a unidade deixou de receber novos pacientes.

Segundo o prefeito Jonas Donizette (PSB), as pessoas que ainda estiverem internadas no local na data da desativação serão transferidas para outras unidades da rede de saúde, que contam com leitos de retaguarda disponíveis.

“Fizemos o Hospital de Campanha porque estava faltando leito. Hoje, os leitos de retaguarda Covid já estão com ocupação em torno de 50%”, afirmou o prefeito.    O Hospital de Campanha tem atualmente 84 leitos, sendo que, nesta tarde, 17 estavam ocupados.   

Desde o início da operação, em maio, cerca de 600 pacientes passaram pelo local.

A Rede Mário Gatti vai manter a estrutura física do hospital, que será reativado em caso de necessidade.

Sobre o hospital  

O hospital foi construído e equipado pela Expedicionários da Saúde (EDS), grupo sem fins lucrativos. Não houve custos para a prefeitura. A gestão é da Rede Mário Gatti, por meio de uma instituição selecionada por chamamento público.   A área onde está instalada a unidade foi cedida pela administração dos Patrulheiros Campinas. A operação teve custo total de cerca de R$ 6 milhões.  

Rose Guglielminetti

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

Adicionar comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Mais Categorias