Administração municipal GOVERNO JONAS

Projeto que autoriza Mário Gatti contratar temporários vai em agosto para a Câmara

Rose Guglielminetti
Escrito por Rose Guglielminetti

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), vai enviar na primeira quinzena de agosto, projeto de lei que vai autorizar a Rede Mário Gatti contratar profissionais como médicos e enfermeiros, pessoal administrativo, entre outros cargos.

Segundo o secretário de Relações Institucionais, Wanderley Almeida, a proposta deve abrir vagas para cerca de 600 pessoas. “Grande parte desses profissionais se aposentou. E a reposição não é tão rápida porque implica em concurso público”, explicou ele.

Os temporários irão trabalhar até a contratação definitiva dos funcionários por meio de concurso público. O prazo de contratação emergencial será de 12 meses, prorrogáveis por mais 12 meses. “Teremos orçamento para concurso público para o Hospital Mário Gatti só em 2020”, explicou o presidente da Rede Mário Gatti, Marcos Pimenta.

A contratação foi a saída encontrada pela gestão Jonas Donizette para garantir a prestação de serviços à população, disse Pimenta.

Foto: Prefeitura de Campinas

Sobre o autor

Rose Guglielminetti

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

Atenção

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da autora do blog. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. A autora poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Comentários

  • Esse projeto de lei contempla todos as carreiras necessárias?

    Ou apenas médicos e enfermeiros?

    O que não falta no Mario Gatti é médico, basta qualquer jornalista decente ir ao local (como nos velhos tempos) e averiguar. O grande problema mesmo são as outras carreiras, completamente esgotadas e condenadas a absurdas horas extras (muitas vezes, com aplicação de assédio por parte das chefias).

    Averiguem isso.

  • Toda e qualquer contratação de servidores de carreira, deve obedecer o disposto no art. 11, caput e inciso V, da Lei nº 8.429/92 e art. 37, II, da Constituição Federal, as contratações sem concurso público exigem leis especificas e a comprovação de dois requisitos “emergência ou calamidade”, os prerrequisitos não atendidos configuram Improbidade Administrativa como ocorreu recentemente com o prefeito da Cidade de Lorena na Apelação Cível nº 1003339-58.2017.8.26.0323 , julgada em julho/2019, julgada procedente para cassar o prefeito. Por isso, senhor prefeito de Campinas, antes de qualquer contratação sem o devido concurso público a melhor saída e a ciência e aprovação do Ministério Público.

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.