ELEIÇÕES 2018

Jonas rejeita “peso” da derrota de França em Campinas

Rose Guglielminetti
Escrito por Rose Guglielminetti

O prefeito Jonas Donizette (PSB) disse que não dá para conectar a derrota de Márcio França nas urnas de Campinas à sua gestão. Ele disse que não concorda com a análise de que o fato de França ficar em segundo lugar seria uma rejeição à sua gestão. “Não concordo. Há de se lembrar que estas eleições teve um ingrediente novo: efeito Bolsonaro. Tiveram candidatos do PSL que tiveram grandes votação. Mas quero lembrar que o candidato a deputado estadual apoiado por mim foi eleito e bem votado. O fato é que o Doria (João) foi mais habilidoso do que nós e surfou na onda Bolsonaro”, disse o prefeito em entrevista ao programa Bastidores do Poder da TV Bandeirantes.

O coordenador da campanha de França disse ainda que é explicar derrota é mais difícil. “Tiveram erros nossos. E um erro foi o PSB nacional ter apoiado o PT”, afirmou ele, que ressaltou que o governador de São Paulo era desconhecido da população. “Só que nos saímos bem. Quando eu dizia que o Márcio iria para o segundo turno, as pessoas me ouviam por educação. Todos achavam que daria França e Skaf (Paulo).

Para o prefeito essa eleição teve o voto de revolta “da indignação por tudo o que o Brasil passou e está passando: uma presidente que foi cassada, um presidente exercendo o poder de forma complicada. Agora há um problema nevrálgico que as eleições mostraram: os partidos terão de se reinventar”, disse.

Sobre a saúde o prefeito disse que houve um aumento na busca pelos serviços devido ao desemprego e afirmou que tem investido com a reforma e construção de novas unidades de saúde. Disse que contratou 3 mil pessoas desde que assumiu a prefeitura.

Sobre o autor

Rose Guglielminetti

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

Atenção

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da autora do blog. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. A autora poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Comentários

  • Joninha radialista é o maior caô, só quer é tapar o sol com a peneira e não quer enxergar que tem sim, grande parte da derrota do França aqui em Campinas. Se o Jonas estivesse fazendo um bom mandato, o povo daqui apoiaria um candidato com o vínculo que eles tinham, mas pode botar na conta do radialista aí a derrota, não sei se seria suficiente para eleger o França, mas pelo menos em Campinas era obrigação moral vencer… O próximo que o Jonas apoiar pra substituí-lo na prefeitura também vai rodar, pode ter certeza!

  • Sr. Prefeito Jonas Donizette, sua carreira política está, praticamente, encerrada. É melhor já ir contactando a Rádio Band AM para voltar com seu programa radiofônico, com aquele “slogan” “o amigo das donas de casa”.

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.