Início » Jonas trabalha para volta de estados e municípios na reforma da Previdência

2 min readJonas trabalha para volta de estados e municípios na reforma da Previdência

No mesmo dia em que o relator da reforma da Previdência, Samuel Moreira (PSDB/SP), anunciou várias alterações no projeto de lei, entre elas, a retirada de Estados e municípios da proposta que tramita na Câmara Federal, o presidente da FNP (Frente Nacional de Prefeitos), o prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), disse nesta quinta-feira (13/06) que trabalha para que a proposta volte a contemplar os Estados e municípios.

Ele disse que conversou ontem tanto com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM/RJ) e Moreira. “O Rodrigo Maia disse que existe um espaço até o dia 26 para incluir os Estados e municípios. Ele acredita que se os governadores tiverem uma postura diferente há muita possibilidade de incluir os estados e municípios”, disse o prefeito, referindo-se à queda de braço entre deputados e governadores sobre o assunto.

Os deputados se irritaram com alguns governadores que têm assumido duas posturas em relação à reforma da Previdência. Em Brasília, eles apoiam as alterações, mas em suas bases eleitorais batem contra. “Os deputados se sentem manipulados”, disse Jonas.

Diante desta realidade dos Estados, o presidente da FNP disse que há um movimento para a inclusão apenas dos municípios. “Mas como eu comecei essa jornada com o governador Doria (João, de São Paulo) eu estou solidário a ele. Acho importante incluir os dois”, ressaltou Jonas Donizette (PSB).

O déficit na Previdência de Estados e municípios é da ordem de R$ 96 bilhões por ano.

Pressão política

Há ainda um outro componente que está sendo levado em conta pelos prefeitos e governadores. A aprovação de reformas da Previdência nos estados e municípios levará os chefes dos Executivos a travarem uma queda de braço muito grande com os servidores. E se essas mudanças fossem resolvidas em Brasília, a pressão política será zero.

Mudanças

Além da retirada de Estados e municípios da reforma da Previdência, o relator também anunciou nesta quinta-feira (13/06) a exclusão de mudanças na aposentadoria rural e no benefício assistencial a idosos e flexibilização de regras para mulheres. Neste caso, o texto vai manter a exigência atual do tempo mínimo de 15 anos de contribuição, além da redução da idade mínima para professoras para 57 anos.

Rose Guglielminetti

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

3 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Mais Categorias