Início » Justiça condena Dr. Hélio e ex-secretários à prisão

1 min readJustiça condena Dr. Hélio e ex-secretários à prisão

A juiza Erika Fernandes Fortes, da 1ª Vara Criminal de Campinas, condenou o ex-prefeito Hélio de Oliveira Santos (PDT) a pena de cinco anos de prisão em regime semiaberto e pagamento de cerca de R$ 1,2 milhão em multa por fraude em licitação no processo de construção do Hospital Ouro Verde, em 2006.

De acordo com a magistrada, o ex-prefeito autorizou, de forma irregular, o pagamento de R$ 2,3 milhões à empresa Schain Engenharia S/A. Para a justiça, o pedetista ignorou a necessidade de licitação para a realização de obras complementares do hospital.

Na mesma ação, também foram condenados o ex-secretário de Assuntos Jurídicos, Carlos Henrique Pinto e o ex-secretário de Planejamento, Flávio Senço. Pinto foi condenado a 5 anos de prisão e Senço a oito anos.

Os três poderão recorrer da decisão em liberdade.

Segundo a denúncia do MP (Ministério Público), o contratro original, de cerca de R$ 39 milhões com a Schain, não previu itens básicos, como sala de cirurgia e UTI. Hélio diz que só se pronuncia hoje sobre a decisão. O Metro não conseguiu contato com os demais.  

Texto: Tote Nunes

Rose Guglielminetti

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

1 comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Mais Categorias