Economia

Justiça dá fôlego à Viracopos

Rose Guglielminetti
Escrito por Rose Guglielminetti

A Justiça de Campinas concedeu nesta quarta-feira (09/05) uma liminar que suspende a obrigatoriedade de o aeroporto de Viracopos pagar multas e outorgas à União pela concessão do aérodromo. Na última segunda-feira, a Aeroportos Brasil – empresa que administra o Aeroporto de Viracopos em Campinas –  anunciou ontem o ajuizamento de um pedido de recuperação judicial.

A decisão foi da juíza Bruna Marchesi e Silva, da 8º Vara Cível de Campinas, que paralisou os pagamentos até que haja julgamento da recuperação judicial. A magistrada enviou ainda um questionamento ao TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) perguntando qual era a vara que deverá julgar a recuperação judicial – se a 8º ou a 12º. A concessionária alega dívida de R$ 2,88 bilhões, que, segundo ela, é resultado de uma receita muito abaixo da esperada ao longo dos quase seis anos de concessão.

O volume de passageiros previsto para 2016 era de 17,9 milhões, mas parou nos 9,3 milhões. Esse volume se manteve ao longo do ano passado. O volume de cargas, por sua vez. ficou 40% abaixo do previsto quando da licitação.

Viracopos conta hoje com mil empregos diretos e 5 mil indiretos. É o 6º maior aeroporto do Brasil em número de passageiros e o 2º em volume de cargas.

Sobre o autor

Rose Guglielminetti

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.