Caso Sanasa

Justiça julga hoje réus do Caso Sanasa

Rose Guglielminetti
Escrito por Rose Guglielminetti

O TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) julga nesta quinta-feira (05/09), a partir das 13h30, os réus do Caso Sanasa – esquema de fraude em licitações públicas, que resultou na cassação do então prefeito de Campinas, Hélio de Oliveira Santos.

Entre os réus que serão julgados estão a ex-primeira-dama Rosely Nassim dos Santos, Demétrio Vilagra (PT), ex-prefeito de Campinas, o empresário José Carlos Cepera, o ex-presidente da Sanasa, Luiz de Aquino, e os lobistas Maurício Manduca e Emerson Oliveira, entre outros réus que foram condenados pelo juiz Nelson Augusto Bernardes, da 3ª Vara Criminal.

Rosely foi condenada a uma pena de 20 anos e um mês por formação de quadrilha, fraude em licitação e corrupção passiva. Demétrio foi condenado a 13 anos de prisão por formação de quadrilha e corrupção passiva.

Se forem condenados, os réus podem ser presos. Mas isso não vai ocorrer imediatamente, já que ainda há o período de embargos. Os advogados explicam ainda que para serem presos, os réus precisam ser condenados a penas superiores a a oito anos.

O caso

Em setembro de 2010, uma operação realizada por promotores de Campinas e de São Paulo,em conjunto com a Polícia Federal e a Corregedoria da Polícia Civil, prendeu oito pessoas acusadas de envolvimento em um esquema de fraudes em licitações públicas, especialmente nos ramos de segurança, vigilância e limpeza.

De acordo com as investigações daquele período, empresas teriam vencido licitações municipais e estaduais de forma fraudulenta. A estimativa à época é que as fraudes tenham atingido R$ 615 milhões.

OS RÉUS

AGENTES PÚBLICOS:

Rosely Nassim dos Santos: Ex-primeira-dama

Pena: 20 anos e 1 mês

Crimes: Formação de quadrilha, fraude em licitação e corrupção passiva

Demétrio Vilagra (PT): Ex-prefeito

Pena: 13 anos

Formação de quadrilha e corrupção passiva.

Aurélio Cance Júnior: Ex-diretor técnico da Sanasa

Pena:  17 anos e 8 meses

Formação de quadrilha, fraude em licitação e corrupção passiva

Marcelo Figueiredo: Ex-diretor Financeiro da Sanasa

Pena: 17 anos e 8 meses

Formação de quadrilha, fraude em licitação e corrupção passiva

Ricardo Cândia: Ex-diretor de Controle Urbano da prefeitura

Pena: 13 anos e 8 meses

Formação de quadrilha e corrupção passiva

Valdir Boscatto: O ex-conselheiro da Sanasa

Pena: 8 anos

Corrupção passiva

Luiz Castrillon de Aquino: Ex-presidente da Sanasa

Pena: 5 anos e 10 meses

formação de quadrilha, fraude em licitação e corrupção passiva

Convertida em prestação de serviços

EMPRESÁRIOS:

José Carlos Cepera

Pena: 12 anos e 10 meses

Fraude em licitação e corrupção ativa

Gregório Cerveira

João Thomaz Pereira Junior

Luis Arnaldo

Pena: 11 anos

Fraude em licitação e corrupção ativa

Alfredo Antunes

Augusto Antunes

Luiz Mayer

Danton dos Santos Avancini

Pedro Ibraim Hallack

Pena: 8 anos

Corrupção ativa

LOBISTAS

Maurício Manduca

Emerson oliveira

Pena: 14 anos e 5 meses

Fraude em licitação e corrupção ativa

ABSOLVIDOS:

Carlos Henrique Pinto: Ex-secretário de assuntos jurídicos da prefeitura

Ivan Goreti – promotor de eventos

Gabriel Gutierrez – Empresário

João Carlos Gutierrez – Empresário

Sobre o autor

Rose Guglielminetti

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.