Início » Justiça ouve testemunhas de acusação no Caso Ouro Verde

Justiça ouve testemunhas de acusação no Caso Ouro Verde

O juiz da 4ª Vara Criminal, Caio Ventosa, ouve amanhã (02/07), às 13h30, seis testemunhas de acusação do Caso Ouro Verde – esquema de desvio de verbas públicas do Hospital Ouro Verde.

Serão ouvidas as seguintes testemunhas: Ricardo Alexandre Santanna, Gustavo Dahmen, Cândida Emília Pereira, Márcio de Moura Massarente, Andréia Lopes dos Santos, Hélio Kiitiro Yamashita. Thalita Thauana do Amaral não foi intimada, mas pode comparecer espontaneamente.

Ricardo e Márcio são os PMs que fizeram a busca e apreensão na casa do empresário Sylvino de Godoy durante a terceira fase da Operação Ouro Verde. Já Gustavo e Hélio são médicos da unidade hospitalar. Cândida é funcionária do Hospital Mário Gatti. Andrea. Lopes é mulher do contador da Vitale à época, Alcir Fernando, já réu no processo. Thalita, que não foi localizada, é mulher do empresário Felipe Braz – dono da lavanderia.

O Caso

O Gaeco, braço do Ministério Público de Campinas – denunciou um esquema de desvio de dinheiro do Hospital Ouro Verde que causou prejuízos de R$ 24 milhões aos cofres públicos. Os donos e diretores da Vitale – Organização Social que administrava a unidade hospitalar – foram presos, assim como servidores públicos, como por exemplo, Anésio Corar Jr, e o ex-secretário de Assuntos Jurídicos Silvio Bernardin.

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

Adicionar comentário

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.