CASO OURO VERDE

Justiça permite que réu do caso Ouro Verde tenha acesso a escutas telefônicas

Rose Guglielminetti
Escrito por Rose Guglielminetti

O TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) concedeu liminar que obriga o juiz da 4ª Vara Criminal, Caio Ventosa, a fornecer o conteúdo de todas as gravações telefônicas dos réus da Operação Ouro Verde – esquema de desvio de verba no Hospital Ouro Verde – além da troca de testemunhas para a audiência marcada para o dia 27 de agosto para a defesa do ex-secretário de Assuntos Jurídicos da Prefeitura de Campinas, Silvio Bernardin. Porém, o relator do TJ, Leme Garcia, negou o cancelamento da audiência como pleiteado pelos advogados de defesa de Bernardin.

O advogado Flávio Henrique Pereira havia requerido o acesso aos áudios da primeira fase da Operação Ouro Verde. Segundo o relator, Ventosa havia negado o pedido sob o argumento de que Bernardin não é réu da ação referente à primeira fase. Bernardin foi preso na 3ª fase da Operação Ouro Verde. Hoje ele está solto, mas cumpre medidas restritivas.

O relator Leme Garcia entendeu que o acesso às escutas telefônicas deveria ser dado porque “os fatos que lhe foram imputados na ação penal estão diretamente relacionados com os fatos apurados naquele processo (de desvio de verba no Hospital Ouro Verde.”

O TJ também permitiu a troca da testemunha Aline Saraiva de Souza por Fernando Garnero, presidente da IMA – empresa de Tecnologia da Informação da Prefeitura de Campinas. O argumento da defesa é a de que “o depoimento da segunda testemunha tem como objetivo desconstruir fato descrito na denúncia e que só foi descoberto após o acesso ao conteúdo das delações premiadas”, escreveu o relator do tribunal.

Sobre o autor

Rose Guglielminetti

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

Atenção

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da autora do blog. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. A autora poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

1 Comentário

  • Esta na hora de esse caso andar para a frente de uma vez por todas e começar a pender os culpados.

    Roubar milhões de reais de uma Saúde precária como a de Campinas é um ultraje que não pode ficar sem duras punições !

    FORAAAAA JONAS !!!

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.