PAULÍNIA

LDO de Paulínia prevê redução de verba para saúde e educação

Rose Guglielminetti
Escrito por Rose Guglielminetti

A Câmara de Vereadores de Paulínia aprovou a LDO (Lei de Diretrizes e Orçamento) da cidade com uma estimativa de queda de 8% na receita para o ano que vem. O projeto do Executivo aponta como risco fiscal o baixo crescimento econômico. A previsão é de arrecadar R$ 1,4 bilhão em 2020. Com isso, educação e saúde vão ser impactadas de forma negativa com esse orçamento.

Segundo a proposta aprovada, a Secretaria da Saúde deve receber R$ 368 milhões em 2020. Neste ano, o valor é de R$ 379 milhões, uma redução de 2,9%. Já a Secretaria de Educação ficará com R$ 398 milhões em 2020, ante R$ 422 milhões neste ano – redução de 5.68%. A proposta prevê R$ 87,8 milhões para obras e serviços públicos.

Os parlamentares fizeram mudanças no texto como a redução do limite de 12% para 7% que o governo municipal tem de remanejar os recursos. Também diminuiu de 25% para 10% o limite de gastos que poderão ser transferidos dentro de uma mesma secretaria.

Também foi aprovado na LDO a reserva de 0,5% da receita corrente líquida para que a Câmara defina o destino. São as chamadas emendas impositivas em que cada parlamentar terá o direito de escolher onde será destinado parte dessa verba.

Sobre o autor

Rose Guglielminetti

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.