PAULÍNIA

Loira, enfim, assume a prefeitura de Paulínia

Rose Guglielminetti
Escrito por Rose Guglielminetti

Com um discurso genérico e sem anunciar nenhum tipo de medida emergencial, o presidente da Câmara, Antonio Miguel Ferrari – o Loira (DC) – assumiu hoje (23/01) à tarde, o cargo de prefeito de Paulínia.

Loira vai substituir Du Cazellato (PSDB), que estava no cargo por conta da vacância ocorrida em novembro passado, em razão da cassação do então prefeito Dixon Carvalho (PP) e do vice Sandro Caprino (PRB), por crime eleitoral.

Loira conseguiu assumir hoje, depois de tentativa fracassadas desde o dia 4 de janeiro, quando foi empossado no cargo em ato da Câmara, mas que não vinha sendo reconhecido por Cazellato, nem pela justiça eleitoral do município. Ele havia tentado outras duas vezes subir ao gabinete, mas acabou barrado por guardas municipais, ainda na entrada do prédio.

Ontem, o desembargador Fabio Prieto de Souza concedeu liminar em favor de Loira. “A chefia do poder executivo pelo presidente da câmara de vereadores, tem caráter transitório e impessoal. Eleito no presidente da câmara, altera-se o responsável pelo governo local”, afirmou o magistrado em seu despacho.

A posse

No começo da tarde, Loira esteve no cartório eleitoral para receber a notificação formal da justiça. Foi notificado pela juíza eleitoral de Paulínia, Marta Brandão Pistelli. Um oficial de justiça chegou a ir até o paço para notificar Cazellato, que não estava no local. Advogados de Loira foram até a prefeitura para fazer a comunicação do mandado de segurança, que acabou sendo recebido por uma servidora pública de carreira.

Loira sentou-se na cadeira de prefeito, simulou a assinatura de documentos para atender a pedidos de cinegrafistas e concedeu uma entrevista. “Quero fazer o melhor para a população de nossa cidade. Melhorar a saúde, trânsito, segurança e mobilidade são as nossas metas mais urgentes”, afirmou, o agora prefeito.

Cazellato

Por meio de nota distribuída no final da tarde, Du Cazellato explicou que cumpriu agenda externa nesta quarta-feira e não foi notificado pessoalmente da decisão da Justiça para deixar o cargo de prefeito. “Independente desse desencontro, Cazellato afirma que irá seguir rigorosamente todas as decisões judiciais e que assim que tiver em mãos todas as informações sobre o despacho, irá tomar as providências cabíveis”, diz a nota.

Sobre o autor

Rose Guglielminetti

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.