Início » MEC exclui Campinas do programa da Escola Cívico-Militar

1 min readMEC exclui Campinas do programa da Escola Cívico-Militar

O MEC (Ministério da Educação e Cultura) excluiu Campinas do Programa Nacional das Escolas Cívicos Militares. De acordo com o secretário de Educação Básica, Janio Carlos Endo Macedo, não há tempo suficiente para que Campinas consiga fazer o processo de consulta para transformar a Escola Municipal Odila Maia Rocha Brito, no Jardim São Domingos, no novo modelo proposto pelo governo federal.

“O MEC disponibilizará, nesse primeiro momento, a vaga para outro município do Estado de São Paulo, em ordem decrescente de pontuação, que tenha manifestado interesse em aderir ao Programa”, escreveu Macedo.

A Prefeitura de Campinas enfrentou resistência dos conselhos – dois (das escolas e o da Odila) reprovaram a mudança e o Conselho Municipal de Educação pediu três meses para avaliar a mudança. Além disso, a Justiça barrou a consulta da comunidade escolar.

A Secretaria de Educação confirmou que foi notificada pelo MEC sobre a decisão.

A escola

A escola foi escolhida porque atende aos critérios exigidos pelo MEC (Ministério de Educação) como, por exemplo, menor Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), ser uma unidade do 6º ao 9º ano, ter entre 500 e 1000 alunos e estar localizada uma área de vulnerabilidade social.

A unidade escolar tem 775 alunos e 45 funcionários.

Rose Guglielminetti

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

2 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Mais Categorias