Início » Mudanças no PTB resultam em saídas e exonerações de comissionados

2 min readMudanças no PTB resultam em saídas e exonerações de comissionados

As recentes mudanças impostas pela diretoria municipal do PTB (Partido Trabalhista Brasileiros) tem gerado divisões na sigla.

O guarda municipal e protetor animal Alexandre Rangel, candidato a deputado federal pela legenda em 2018, anunciou que vai deixar o partido. Segundo ele, a maneira como a sigla vem sendo comandada na cidade não condiz com o que ele acredita e, por isso, pretende arranjar uma outra legenda para disputar uma vaga na Câmara Municipal nas eleições deste ano. Rangel diz que tem conversado com outros partidos, mas ainda não sabe qual será seu destino.

Rangel não é o primeiro nome a deixar a sigla, na última semana de 2019, a jornalista Valéria Monteiro deixou o partido criticando a atual presidente da sigla, a pré-candidata à Prefeitura, Delegada Teresinha de Carvalho. O vereador Jorge Schneider, filiado ao PTB desde 2003, também já disse que vai deixar o partido.

Entre as mudanças de rumo da sigla está o distanciamento da administração Jonas Donizette. Por causa disso, duas pessoas ligadas à legenda foram exoneradas da Prefeitura de Campinas nesta terça-feira, 07. O primeiro é Waldir Junqueira de Lacerda Junior, assessor superior nível VI na secretaria de Cooperação nos Assuntos de Segurança Pública. Ele é secretário do PTB e próximo a Delegada Teresinha. A outra comissionada exonerada é Juliane Rachel Simões Augusto, assessora superior nível VI, na secretaria de Trabalho e Renda. Juliane é casada com Maurício Simões, que foi assessor do ex-vereador Thiago Ferrari.

Avatar

Marcos Andrade

Marcos Andrade é formado em jornalismo pela Unesp e pós graduado em Gestão da Comunicação em Mídias Digitais pelo Senac. Com passagens pelas rádios Band News FM e Bandeirantes de Campinas, é produtor do programa Bastidores do Poder da Band Campinas desde 2016.

6 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Alguém consegue me explicar a lógica disso? Vamos lá, quando o TJ determinou a exoneração dos cargos comissionados a prefeitura alegou que prejudicaria os serviços (risos). Agora se o seu partido romper com os interesses do prefeito a exoneração ė imediata. Não vai prejudicar os serviços? Mais uma prova que são contratações para agradar padrinho político. Isso já foi feito com os comissionados dos vereadores que romperam com o Jonas. Triste realidade

    • O número de comissionados continua igual, pode olhar lá na publicação do diário oficial que um foi exonerado e logo abaixo outro foi nomeado. Só muda os palhaços, o circo continua o mesmo.

      • Pois é!!!
        O diário oficial que o diga. Uma puxadinha de saco aqui, uma lambidinha acolá… e viva… vamos mamar nas tetas.
        Fora que muitos nem sabem falar/escrever o português corretamente, mas claro balançou a “bandeirinha” do partido e entrou no serviço público, simples assim.

  • Apenas para “inglês” ver. Nojo destas pessoas vendidas, que apoiam lixos para manter o próprio conforto.
    Ou seja, são mais lixos que os próprios políticos.

  • MAIS UMA NOTICIA DE QUE OS CARGOS DA PREFEITURA SÃO MERAS MOEDAS DE TROCA POLÍTICA!
    Pouco importa a capacidade, o conhecimento e o profissionalismo, acabou o apoio político, demite-se o apaniguado…. E o serviço, que acho que o camarada nem sequer executava, fica em segundo plano.

    Socorro MP, mais uma prova de improbidade publicada no Diário Oficial.

    Tenho vergonha do nosso Tribunal de Justiça que não enxerga isso

    • Socorro mesmo. Fora os puxa-sacos que tem na Administração.
      Vivem de máscaras para manter as gratificações e assessorias.
      Puxa saco de chefes para manter o salário “gordo”.
      E tem a capacidade de dizer que está no cargo “por competência”. kkk
      Se tivessem competência, não usariam subterfúgios sujos para tal.
      Nojo!!!

Mais Categorias