Início » ‘Nóis contra os seis’

‘Nóis contra os seis’

‘Nóis contra os seis”. Foi essa frase que o deputado federal Guilherme Campos Júnior (PSD) utilizou para explicar a coleta de apoio para a criação do PSD dentro de uma fábrica em Ibitinga, no interior do Estado. O dono da fábrica é fornecedor de produtos para as lojas da família Campos. O deputado disse que a denúncia não passa de disputa política do interior.

O presidente do PTB paulista, deputado estadual Campos Machado, entrou ontem com uma representação na Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) pedindo investigação sobre  a denúncia publicada, no sábado, pelo o jornal O Estado de S. Paulo que revelou que funcionários da Andreza Enxovais foram convocados pelo dono a assinar a lista do novo partido do prefeito Gilberto Kassab (ex-DEM). Um empregado disse que colegas assinaram o documento sem saber do que se tratava. Outro afirmou que em um dos turnos as pessoas foram obrigadas a levar o título de eleitor, necessário para a adesão.

“Trata-se, efetivamente, de fatos gravíssimos. Além da evidente coação moral, exercida pelo dono da empresa e seus diretores contra os empregados, praticamente obrigando-os a assinar a lista ou ficha de adesão para criação de um novo partido, estamos diante de um caso típico de fraude, que o resultado obtido tem a sua origem em atos ilícitos”, afirmou Campos Machado.

Campos Júnior confirmou que o dono da fábrica os ajudou a coletar a assinatura para a formalização do PSD. “Foi um pedido voluntário. Não há nenhum crime nisso”, disse o deputado de Campinas.

O dono da fábrica, Manoel Roberto Alves Lopes, disse que a coleta foi uma “gentileza” ao irmão do deputado Guilherme Campos, seu cliente em Campinas, mas negou que tenha obrigado os funcionários a assinar. Segundo ele, foram coletadas cerca de 300 assinaturas entre os 2 mil empregados.

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

Adicionar comentário

  • Esse Guilherme Campos nasceu para vender tecidos ,etc, de política é um desastre,fico imaginando como líder desse novo DEM,o PSD.Já não apita nada na Câmara Federal,é um baixo clero,o que esperar??

  • Se o novo DEM,o PSD não coletar as 490.000 assinaturas até setembro,vai acabar ficando na saudade antes mesmo de começar,até agora não consegui nem a metade das assinaturas necessárias.Um partido que terá seus parlamentares liberados para votarem como quiserem,de acordo com os seu interesses, vai ser uma coisa de louco. Que coisa!!

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.