Início » Oposição entra com dois pedidos de Comissão Processante contra Jonas

2 min readOposição entra com dois pedidos de Comissão Processante contra Jonas

Os vereadores da oposição protocolaram dois pedidos de CP (Comissão Processante) contra o prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB). Os pedidos se sustentam na decisão do TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) que, na semana passada, condenou o prefeito a perda de mandato e à demissão imediata de 510 assessores em 30 dias.

Um dos pedidos é de autoria da vereadora Mariana Conti (Psol), que pediu o afastamento do prefeito. O outro é assinado pelos vereadores Tenente Santini (PSD), Nelson Hossri e Marcelo Silva (PSD).

A de Mariana será discutida e votada nesta semana e deverá ser rejeitada pela base. A dos três parlamentares ficará para quarta-feira, mas também deve seguir o mesmo caminho.

Alguns vereadores da base de sustentação já usaram a tribuna e disseram que não tem sentido ter CP, sendo que a Justiça já está investigando.

“É uma marca da gestão do prefeito Jonas Donizette as relações de clientelismo e de favoritismo concedendo benesses a seus apadrinhados políticos e amigos. Nesta lógica temos uma verdadeira farra com dinheiro público”, diz a vereadora.

O governista Paulo Galtério (PSB) atacou a parlamentar e disse que ela é oportunista. “Ela mesma usa cargos de assessoria”, disse ele.

Segunda CP

A CP assinada pelo trio traz o mesmo argumento que é a decisão do TJ que sustenta que o prefeito tem nomeado assessores sem critérios técnicos. O interesse político seria responsável pelas nomeações dos comissionados.

˜ A administração pública funciona por um mecanismo sujo, no qual o prefeito se utiliza dos cargos para beneficiar os seus aliados políticos. Falta dinheiro para tudo em Campinas, menos para pagar esses aliados”, comenta Santini.

Nelson Hossri diz que o prefeito não tem mais condições de administrar a cidade. “O prefeito e os seus aliados tem um projeto de poder e não um projeto de ajudar a cidade”, disse ele.

Marcelo Silva defendeu a cassação do prefeito Jonas. “Agora não tem desculpas. O prefeito não tem mais condições de continuar à frente do comando da Administração. A Comissão Processante, e a consequente cassação do prefeito, é a moralização que precisamos para Campinas sair da lama das fraudes.”

Rose Guglielminetti

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

1 comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Parece que o afastamento de Jonas é somente uma questão de tempo. Não será, certamente, com o aval da Câmara.

    Infelizmente, será substituído pelo “zen” Magalhães Teixeira (menos mal) ou por Marcos Bernardelli (TROCA DE 6 POR MEIA DÚZIA).

Mais Categorias