Aqui política se discute.
Início » Permanência de Carlão na liderança do PSDB deixa candidatura a prefeito de Campinas mais distante

Permanência de Carlão na liderança do PSDB deixa candidatura a prefeito de Campinas mais distante2 min read

A confirmação de que o deputado Carlos Sampaio vai se manter como líder de bancada do PSDB na Câmara Federal deixa a sua candidatura a prefeito de Campinas mais distante. A sua guinada por aceitar esse apelo dos tucanos para colocar um fio à briga entre o governador de São Paulo, João Doria, e o deputado federal Aécio Neves demonstra que o tucano de Campinas está mais aliado aos interesses de Brasília do que o de Campinas.

Apesar dele ter me dito que voltou a pensar no ano passado que poderia concorrer mais uma vez à Prefeitura de Campinas – ele disputou por duas vezes – , nos bastidores o que se comenta é que o nome dele já é colocado fora do xadrez político por falta de interesse dele mesmo.

A sua condução à liderança de bancada significou uma derrota para Aécio. Na verdade, Sampaio será mantido no cargo após assumir interinamento o cargo do ano passado para pacificar os tucanos, após uma disputa ferrenha entre os tucanos de São Paulo e o de Minas.

No início, o grupo do mineiro queria impor o nome de Celso Sabino (PA) como líder. Doria queria Beto Pereira (MS). O grupo de Doria chegou a mexer os pauzinhos e conseguiu que Luiz Lauro Filho, sobrinho do prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), deixasse o PSB e fosse para o PSDB, apenas para votar no candidato de Doria. Mas, após algumas reuniões, ficou claro que o nome que alcançaria consenso e que não iria provocar um desgaste maior dentro do partido era o de Carlos Sampaio.

Agora o que se pergunta é qual é o plano B do PSDB de Campinas e do próprio PSB – cujos partidos estão de mãos dadas há oito anos em Campinas.


 

Rose Guglielminetti

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

2 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • O plano B deles, que na verdade é o plano A, é não serem presos, isso porque estão atolados, até o último fio de cabelo, na merda da corrupção. Principalmente o radialista, que já foi condenado em segunda instância por improbidade administrativa, e ainda está rolando o processo, na Justiça Federal, sobre os desvios da merenda escolar.

    • E, infelizmente, vão se safar. Todos.
      Pelo simples fato de serem tucanos (e o radialista por ser muito próximo dos tucanos).
      A justiça não funciona para o PSDB. É só observar os fatos.

Rose Guglielminetti

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

Marcos Andrade

Marcos Andrade

Marcos Andrade é formado em jornalismo pela Unesp e pós graduado em Gestão da Comunicação em Mídias Digitais pelo Senac. Com passagens pelas rádios Band News FM e Bandeirantes de Campinas, é produtor do programa Bastidores do Poder da Band Campinas desde 2016.

Zezé de Lima

Zezé de Lima

Jornalista que começou no Diário do Povo, quando a sede era na César Bierrembach, e com histórias no Jornal de Domingo e Correio Popular. Na última década, já fiz de tudo na Band Campinas. Hoje posso fazer só o que gosto.

Mais Categorias