MEIO AMBIENTE

PPP do Lixo muda e fica para o 2º trimestre de 2019

Rose Guglielminetti
Escrito por Rose Guglielminetti

A proposta de PPP (Parceria Público Privada) para coleta e tratamento do lixo em Campinas vai sofrer alterações e o edital para a contratação da empresa vai ficar para o segundo trimestre do ano que vem, segundo informou ontem, o secretário de Serviços Públicos, Ernesto Paulella. O programa deverá exigir investimentos de R$ 800 milhões.

A previsão inicial era lançar o edital ainda este ano, mas em novembro o Ministério Público fez uma série de recomendações sobre o edital e pediu que fosse adiado. Paulella disse que a prefeitura decidiu acatar as recomendações do MP antes de colocar o edital na rua. 

De acordo com Paulella, 90% das recomendações dizem respeito ao funcionamento das cooperativas de catadores e o restante têm relação com planos de gerenciamento da prefeitura que não pareceram muito claros ao MP. 

“Estamos fazendo as adequações e na primeira semana de janeiro deveremos enviar ao MP”, disse.

Reciclagem

Paulella disse que a PPP vai estabelecer também um índice mínimo de reciclagem de 25%.  Diz que a coleta seletiva vai subir dos atuais 2% para 10%. Haverá ainda, outros 5% a serem feitos pelos PEV (Pontos de Entrega de Voluntária). “Vamos instalar 40 desses pontos em regiões estratégicas da cidade”, disse. O restante deverá ser feito pelas usinas a serem construídas. 

Sobre o autor

Rose Guglielminetti

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.