Início » Jonas vai gastar R$ 6,5 mi ao mês para comprar vagas em creches particulares para crianças em fila de espera

1 min readJonas vai gastar R$ 6,5 mi ao mês para comprar vagas em creches particulares para crianças em fila de espera

A Prefeitura de Campinas deve gastar cerca de R$ 6,5 milhões ao mês se conseguir comprar as 6,5 mil vagas em creches privadas para zerar a fila na educação Infantil.

De acordo com o projeto de lei, que será enviado nesta sexta-feira (29/11), para a Câmara de Vereadores de Campinas, a prefeitura vai pagar R$ 1.021,51 (280 Ufics) por aluno com idade de zero a 3 anos, que necessitam de período integral. Já para as crianças de 4 a 5 anos, o valor será de R$ 614,74 (170 Ufics). Neste caso, os alunos ficam meio período na unidade escolar. Já para os alunos de Educação Especial serão acrescidos R$ 361,61 (100 Ufics) por aluno.

A Secretaria de Educação informou que irá obedecer a ordem de classficação na lista de espsera e o georreferenciamento.

A prefeitura fará um chamamento público para que as escolas privadas se cadastrem para participar do programa.

De acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura, o objetivo é zerar a fila de 6,5 mil crianças sem vagas em creches. O déficit se dá apenas entre a faixa etária de zero a 3 anos.

Rose Guglielminetti

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

2 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Nada como a chegada do ano eleitoral, não é pior prefeito da história de Campinas. Passou sete anos empurrando o déficit de vagas com a barriga e agora “achou” a solução. É muita cara de pau.

Mais Categorias