Início » Prefeitura publica edital de nova concessão bilionária de ônibus

1 min readPrefeitura publica edital de nova concessão bilionária de ônibus

Após ser adiada por três vezes, a Prefeitura de Campinas publicou nesta segunda-feira (26/08) a licitação da concessão do Transporte Público de Campinas. A operação está dividida em seis áreas de operacionais que vai desde o transporte convencional até o seletivo, além da operação dos futuros corredores do BRT – que vão ligar a região central aos distritos do Campo Grande e Ouro Verde.

A nova concessão irá envolver investimentos de R$ 7 bilhões.

A Emdec – empresa de trânsito de Campinas – marcou a entrega dos envelopes para o dia 16 de outubro.

O caso

A licitação feita em 2005 com contrato válido por 15 anos foi considerado irregular pelo TCE-SP (Tribunal de Contas de São Paulo) por restrição à concorrência. Na época o investimento foi de R$ 3,2 bilhões. Uma outra licitação deveria ter sido feita em 2016. Porém, o novo processo foi adiado três vezes.

A promotora Cristiane Hillal pediu a tutela antecipada para que seja promovida a licitação, além de uma reforma no sistema de gestação de compensação de receitas, a chamada bilhetagem eletrônica.

Segundo a promotora, nos últimos anos, o sistema de transporte coletivo em Campinas sofreu “uma gestão particular, em um modelo crivado de ilegalidades”.

Rose Guglielminetti

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

2 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • A validade dos créditos do bilhete único permanecerá a mesma (um ano) para manter o “equilíbrio” do sistema (manutenção do lucro). VERGONHA!

    Ônibus do BRT com piso elevado… O compiso baixo é melhor para mobilidade, mas contraria os interesses dos empresários.

    Até quando Brasil?

Mais Categorias