Início » Promotor quer suspender audiência de escola cívico -militar

1 min readPromotor quer suspender audiência de escola cívico -militar

O promotor de Justiça da Infância e Juventude de Campinas, Rodrigo Augusto de Oliveira, protocolou uma liminar em que pede o adiamento da votação para definir se a Emef (Escola Municipal de Ensino Fundamental) Odila Maia Rocha Brito, no bairro São Domingos, vai se transformar numa escola cívico-militar, programa do governo federal.

A votação está marcada para esta quarta-feira (18/12), às 19h. “Não houve debate suficiente sobre como será essa escola. A verba que virá será utilizada para pagar os militares ou para uso da escola? Vai implicar mudanças no projeto pedagógico? Existem muitas perguntas que precisam ser esclarecidas”, disse o promotor.

O promotor ainda questiona as razões pelas quais o prefeito Jonas Donizette (PSB) quer mudar o projeto pedagógico do município. “Ele não acredita no próprio sistema pedagógico do município? Se faltam recursos (que é uma das defesas utilizadas para a escola cívico-militar), que se cobre mais recursos”, disse ele.

O pedido é assinado também pelas promotoras Cristiana Hillal e Andrea Santos Souza.

 

Rose Guglielminetti

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

Adicionar comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Mais Categorias