Início » PT vai debater o ‘efeito evangélico’ na Política

1 min readPT vai debater o ‘efeito evangélico’ na Política

O PT de Campinas vai debater a expansão evangélica na política e estado nesta sexta-feira (19/07), às 18h30. O partido vai levar o professor da Unicamp Ronaldo Almeida para analisar o “efeito evangélico” nas eleições e como essa força política irá se manifestar na esfera política. O presidente Jair Bolsonaro foi eleito com grande apoio dos evangélicos.

O presidente do PT, Durval de Carvalho, explicou que a ideia do encontro é entender esse fenômeno do movimento pentecostal dentro da política. “Eles são portadores de um projeto político de poder que ao meu juízo é uma ameaça ao estado laico”, disse ele.

Sobre o apoio do bispo Edir Macedo ao ex-presidente Lula, ele diz que o distanciamento ocorreu devido às pautas defendidas pelo partido – como livre orientação sexual, feminismo, entre outras. “Essas pautas foram afastando esse apoio mais conservador”, disse ele, que afirmou que a aliança ocorreu porque a Igreja do bispo viu na pauta do PT – ainda nas eleições – uma perspectiva de apoio popular e assistência social.

Ele diz que o partido sempre defendeu a livre manifestação. “Estado tem que proteger, jamais tutelar. Estado confessional leva ao fascismo, totalitarismo e à destruição. Estado deve respeitar todas as religiões. As pessoas têm que ter o direito de serem católicas, evangélicas, umbandistas, do Candomblé, islâmicos”, ressaltou o petista.

Rose Guglielminetti

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

2 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • A religião, quando influencia a política e assume o poder, é a pior de todas as desgraças mesmo. Já tivemos vários exemplos na História, como as CRUZADAS e, mais recentemente, o ESTADO ISLÂMICO.
    Os religiosos não respeitam o livre pensamento, não respeitam a razão e nem a ciência, quando assumem o poder.

Mais Categorias