Início » Qual é a neutralidade do Partido Novo?

1 min readQual é a neutralidade do Partido Novo?

O Partido Novo informou na manhã desta terça-feira que não vai apoiar ninguém no segundo turno das eleições presidenciais, que serão definidas entre Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT). Diz que o cenário do segundo turno não era aquele que desejava. Porém, no fim da nota há algo que chama atenção: “O Novo não apoiará nenhum candidato à Presidência, mas somos absolutamente contrários ao PT, que tem ideias e práticas opostas às nossas.”

O erro é declarar neutralidade, mas apontar em quem não apoiaria de jeito. Implica, por lógica, dizer que apoiaria Bolsaro, mas sem assumir. Não é uma posição que se espera de um partido com curta trajetória que saiu grande nas urnas com um candidato a presidente João Amoêdo que conquistou 2,7 milhões de votos, ficando à frente de nomes como Marina Silva (Rede), Henrique Meirelles (MDB) e o senador Alvaro Dias (Podemos); além de ter eleito oito deputados federais, onze estaduais e um distrital.

Rose Guglielminetti

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

3 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Em minha opinião o “Novo” conseguiu parecer “Velho” com essa manifestação (infeliz).
    A forma de dizer tomando cuidados é típica da política e dos partidos que a operam, esperando um dia precisar de uma aliança aqui ou de um favor ali.
    Conseguiu em manifestação única se equiparar ao que há de mais tradicional, diferente do que levou uma campanha inteira para construir.
    Seria melhor ter ficado realmente neutro para se diferenciar. Ou até declarado diretamente apoio a Bolsonaro, em último caso.

  • Essa matéria tendenciosa mostra o quanto ela não conhece a ideologia do NOVO.
    O novo está mantendo a coerência com a proposta que apresentou desde o início, de se coligar, apoiar apenas os partidos que REALMENTE compartilham da mesma ideia.
    O fato de não apoiar Bolsonaro indica que o partido também não está satisfeito com o candidato, apesar de ser o mais próximo das ideias do NOVO (de direita).
    Isso é coerência! Coisa que infelizmente ainda não estamos acostumados no ramo da política

Mais Categorias