Início » Taxa de desistência de professores para exame da covid-19 é alta, diz secretário de Saúde

Taxa de desistência de professores para exame da covid-19 é alta, diz secretário de Saúde

A taxa de desistência de professores da Prefeitura de Campinas para fazer o exame de covid-19 é alta: 42,4%. Dos 2.964 que estavam agendados para fazer o exame, entre 21 de setembro a 20 de outubro, apenas 1.705 compareceram para fazer a testagem.

“A taxa de absenteísmo tem sido muito alta. Os professores agendam e não tem ido fazer o exame”, disse o secretário de Saúde de Campinas, Cármino de Souza.

A Secretaria de Saúde pretende testar cerca de 8 mil profissionais da Rede Municipal de Educação.   

Os exames estão sendo realizados pela Secretaria de Saúde em parceria com o Laboratório Hilab, como já aconteceu nos inquéritos sorológicos realizados nas secretarias de Saúde e Cooperação nos Assuntos de Segurança Pública.

Os testes são tantos os profissionais de carreira quanto os das empresas terceirizadas que prestam serviço nas escolas.

É um teste rápido, que detecta, por meio de exame de sangue (uma gota), se a pessoa produziu anticorpos, recentemente ou há mais tempo, contra o coronavírus.  A plataforma Hilab faz a leitura da gota de sangue e envia dos dados para uma central.

O resultado é conhecido 15 minutos depois. A pessoa testada recebe o resultado no e-mail ou no celular.

Os exames dos profissionais da Educação estão centralizados no Laboratório Municipal, que fica no Hospital Ouro Verde, e na Policlínica 3, localizada ao lado do Hospital Mário Gatti. 

Rose Guglielminetti

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

2 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Claro que não vão fazer o exame sabe que se der negativo vão ter que voltar a trabalhar, e tá bom recebendo em casa sem trabalhar né kkk

  • Bom dia Rose!
    Muitos profissionais da SME se recusaram a fazer o exame e tiveram que justificar suas chefias imediatas, sendo os principais motivos:
    1 – Já haviam feito o exame na rede particular;
    2 – São do grupo de risco e ficaram com medo de se expor;
    3 – Na primeira vez que o exame foi marcado, no posto ao lado do Hospital Mário Gatti, eram 25 profissionais agendados para 1 hora de atendimento. Muitos ficaram com medo de serem contaminados e os exames acabaram logo no primeiro dia, sendo desmarcados por falta de exame e de pessoal para executá-lo;
    4 – Remarcaram os exames no Hospital Ouro Verde e muitos desistiram por medo do contágio.

Mais Categorias