Aqui política se discute.
Início » Teto vai gerar gasto extra de R$ 104 mi à Unicamp

Teto vai gerar gasto extra de R$ 104 mi à Unicamp2 min read

A lei que equipara a remuneração máxima de todos os servidores públicos estaduais e municipais ao salário dos desembargadores do Tribunal de Justiça de São Paulo, que recebem como remuneração base R$ 30,4 mil, vai provocar um impacto de R$ 104 milhões na folha de pagamento da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), ao longo dos próximos quatro anos.

De acordo com cálculos divulgados pelo reitor da universidade, Marcelo Knobel, os impactos vão começar a aparecer a partir do segundo ano da vigência da lei e neste caso,  será de 0,7% – um gasto extra de R$ 16 milhões.

No terceiro ano, o custo já vai subir para 1,6% da folha – o que vai representar aumento de R$  38 milhões.

Por fim, no último ano do parcelamento definido pela lei, o impacto será de 2,2% da folha, ou um gasto de R$ 50 milhões. Nos três anos, o custo atinge a marca de R$ 104 milhões.

A Unicamp conta hoje com 1.130 servidores – da ativa e aposentados – que vão se beneficiar com a medida. São 500 professores da ativa, 530 aposentados, além de mais 100 funcionários – metade na ativa e o restante já aposentado.

Knobel

O reitor Marcelo Knobel admite que o assunto é controverso. Lembra que se trata de profissionais qualificados, que investiram boa parte da carreira em aprimoramento e que têm uma contribuição importante para a universidade e para o país. Diz ainda que a depreciação salarial põe em risco a excelência dos órgãos públicos, já que deixam de ser uma área atraente para os bons profissionais.

Ele reconhece, porém, que o aumento de gasto é um problema grave para a universidade, que prevê fechar o ano de 2018 com deficit de R$ 240 milhões.

Rose Guglielminetti

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

Adicionar comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Rose Guglielminetti

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

Marcos Andrade

Marcos Andrade

Marcos Andrade é formado em jornalismo pela Unesp e pós graduado em Gestão da Comunicação em Mídias Digitais pelo Senac. Com passagens pelas rádios Band News FM e Bandeirantes de Campinas, é produtor do programa Bastidores do Poder da Band Campinas desde 2016.

Zezé de Lima

Zezé de Lima

Jornalista que começou no Diário do Povo, quando a sede era na César Bierrembach, e com histórias no Jornal de Domingo e Correio Popular. Na última década, já fiz de tudo na Band Campinas. Hoje posso fazer só o que gosto.

Mais Categorias