Início » Unicamp revoga título de Doutor Honoris Causa a Jarbas Passarinho

Unicamp revoga título de Doutor Honoris Causa a Jarbas Passarinho

O Consu (Conselho Universitário da Unicamp) revogou o o título de Doutor Honoris Causa concedido em 30 de novembro de 1973 ao coronel Jarbas Gonçalves Passarinho, então ministro da Educação. Ele foi um dos responsáveis pela proposiçaõ do AI-5.

A professora Sylvia Gatti, representante da Unicamp, autora do pedido com outros colegiados da universidade, explicou que a decisão foi tomada por um grupo de trabalho que fez um trabalho completo sobre o tema “Unicamp pela Democracia: pela revogação do título de Doutor Honoris Causa ao coronel Jarbas Passarinho”

Os principais argumentos apresentados foram, por um lado, as indicações da Comissão da Verdade Nacional e da Comissão da Verdade da Unicamp no sentido de que sejam revogadas homenagens a defensores do regime ditatorial no Brasil, e, ainda, o Artigo 158 (parágrafo 1º) do Estatuto da Unicamp, que trata da concessão de títulos honoris causa a “pessoas que tenham contribuído, de maneira notável, ao progresso das ciências, das letras ou das artes; e aos que tenham beneficiado, de forma excepcional, a humanidade ou tenham prestado relevantes serviços à Universidade”.

“Nesta sessão, o Consu repara um equívoco que dura 48 anos”, apontou Caio Navarro, professor aposentado do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH), após lembrar que Jarbas Passarinho foi um dos proponentes do Ato Institucional nº 5, de 13 de dezembro de 1968, início de um período de censura e acirramento da repressão da ditadura militar no Brasil. “A Unicamp não está apagando a votação feita no Conselho, no ato da aprovação. Aquelas pessoas estavam pressionadas pelo AI-5. Mas é muito importante podermos reavaliar uma decisão. A Universidade mostra que está olhando para sua memória, seu presente e seu futuro, e que queremos uma sociedade plenamente democrática. É um momento histórico para a instituição, pois raramente a Unicamp se mostrou tão coesa em torno a um tema de ordem política”, acrescentou.

Outras decisões

A Unicamp é a segunda instituição pública de ensino superior do Brasil a revogar o título de Doutor Honoris Causa concedido ao general Jarbas Passarinho. Em abril desse ano, a Universidade Federal do Rio de Janeiro (URFJ), por meio do seu conselho, tomou a mesma decisão. Em São Paulo, uma rua que homenageava um dos acusados de realizar torturas durante o regime militar teve seu nome alterado. Ela passou a se chamar Frei Tito, um frade católico torturado e perseguido pela ditadura.

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

5 comentários

  • Conselho Universitário da Unicamp. Parasitas. Petistas inúteis que na falta do que fazer, investem seu (muito) tempo ocioso para esse revisionismo ridículo e injustificado. Cegos pela doutrinação, não enxergam que seus ídolos são todos assassinos, corruptos e monstros. De Stalin a Pol Pot, terminando no nove-dedos de Garanhuns.
    Vão querer revogar Zeferino também?

  • Com tantos outros assuntos mais importantes para serem vistos, este conselho trabalha em um caso que durou 48 anos? Esperaram ter maioria neste conselho para retirar o titulo? Cara isso é ranço? Picuinha? Revanchismo? Pela cara do pessoal, a maioria nem era nascida em 1968. Por isso que este pais não vai para frente, não damos um passo a diante, não víramos a página, nunca.

  • Fez muito bem o Consu, representando toda a Universidade. Cumpriram seu papel de questionar, estudar, avaliar, rever, corrigir. Pensar o passado e acertar o presente. É o papel da Academia, é uma das grandes universidades do mundo justificando sua existência como reduto do pensamento crítico. Decisão para se comemorar, não só pelo acerto de uma injustiça, mas também pelo fato de termos, a sociedade como um todo, conseguido chegar a uma situação em que, apesar de todos os aspectos lamentáveis que conhecemos, podermos tomar atitudes como estas da revogação da homenagem a um falso ídolo.

  • Revanchismo somente. Depois se pergunta porque a educação não evolui. Perde-se tempo com este revisionismo fajuto, feito pela esquerdalha. Jarbas Vasconcelos foi muito importante para a educação, no seu tempo.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.