EDUCAÇÃO UNICAMP

Universidades paulistas vão enviar a Doria moção que defende autonomia

Rose Guglielminetti
Escrito por Rose Guglielminetti

Os conselhos universitários da USP, Unicamp e Unesp irão enviar ao governador de São Paulo, João Doria (PSDB), uma moção de apoio à autonomia de gestão administrativa e financeira das universidades estaduais públicas. O posicionamento se dá num momento de pressão sobre as instituições públicas de ensino. Uma CPI das Universidades tramita na Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo).

O conteúdo da moção é publicado 30 anos depois de o governo ter dado autonomia às universidades paulistas. O encontro que ocorreu ontem (15/08) foi para discutir a importância de uma gestão autônoma e a necessidade de aperfeiçoamento do sistema universitário estadual paulista.

Pelo menos 195 conselheiros das três instituições participaram do encontro, presidido pelo reitor da Unicamp, Marcelo Knobel, além dos reitores Vahan Agopyan (USP) e Sandro Valentini (Unesp).

Na moção, as universidades estão criando mecanismos internos de controle e de divulgação transparente de suas informações em resposta aos preceitos constitucionais.

Sobre o autor

Rose Guglielminetti

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

Atenção

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da autora do blog. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. A autora poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Comentários

  • Resumindo, as universidades paulistas simplesmente querem ser uma caixa preta dentro do Estado, onde os pagadores de impostos dão uma enorme quantia de dinheiro, mas, segundo esse manifesto, o governador, a Alesp e principalmente os pagadores de impostos que as financiam não devem ter direito de questionar onde e nem como gastam esse dinheiro. É uma vergonha!

    Se essas Universidades ainda produzissem algo significativo em termos de ciência até se justificaria esse enorme gasto de dinheiro, mas não é o caso, a produção científica brasileira é inversamente proporcional ao dinheiro que nelas é injetado. Quantos prêmios Nobel as universidades paulistas já conquistaram???? ZERO!

    • José Ricardo, você pelo jeito desconhece completamente as universidades públicas paulistas. O que o Brasil tem (ou tinha) de ciência, sempre foi produzido nelas. DIVERSOS benefícios ao povo foram trazidos das universidades públicas.
      Na realidade, estes políticos acéfalos que dominaram a nossa politica querem acabar com as universidades pois é lá que se concentram seus opositores.
      O requerimento que as universidades estão fazendo é justo.

    • Uma Universidade como a Unicamp ou qualquer outra no planeta, jamais pode ser questionada pelo número de Nobel que ganhou, gerou ou fecundou.
      Nem pelos Sábios, muito menos pelos rasos.
      Mas que a Unicamp, exceto pelo hospital, não devolve nem um décimo pra sociedade do que nela é investido – com caixa preta ou não – isso é fato¹

    • Quantos jornais científicos leu pra falar isso? Já trabalhou com pesquisa? Já publicou trabalho científico?!
      Não sabe do que fala, é melhor guardar para si! Ignorante!
      As universidades paulistas tem excelente produção científica, faltando só os governos aproveitarem melhor o que algumas empresas já estão sabendo usar.

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.