Aqui política se discute.
Início » Vereador desafia PSL e diz que continua na base de Jonas

Vereador desafia PSL e diz que continua na base de Jonas

Único vereador do PSL em Campinas, Edison Ribeiro desafiou a ordem na nova Executiva do seu partido de deixar a base de governo do prefeito Jonas Donizette (PSB) e disse para quem quisesse ouvir que ele continua mais fiel do que nunca ao pessebista.

No último dia 2, o PSL alegou que o partido tem projeto político para 2020 e que uma condenação por improbidade administrativa contra Jonas seriam os motivos para deixar a base de governo.

Acrescente-se a isso uma disputa pelo controle do PSL na cidade. Ribeiro, que era vice-presidente da sigla, e seu filho, André Ribeiro, presidente, foram destituídos da direção da legenda local. O controle da sigla passou a ser feito por assessores do vereador Tenente Santini – que não é do partido, mas aliado forte da família Bolsonaro. Dos seis integrantes da Executiva, cinco deles são assessores de Santini, sendo que o presidente é o advogado Ronny Soares Carnauskas.

Ribeiro conta com o apoio do PSL nacional – que está em guerra com Jair Bolsonaro. Para demonstrar proximidade ele mandou abraços ao senador Major Olímpio, deputado Junior Bozela. “Quando o PSL era nanico ninguém queria”, disse ele. O fato é que o partido só se tornou um campão de votos devido à família Bolsonaro.

Outro lado

Carnauskas, por meio de nota, disse que apesar de respeitar a decisão de Ribeiro, o partido “vai tomar providências legais”. Ressaltou ainda que a decisão do parlamentar é individual e que o PSL de Campinas não integra a base de governo de Jonas Donizette.

Desculpas

O parlamentar também pediu desculpas em relação ao conteúdo machista de uma frase dita durante a sessão do último dia 30 de setembro a um grupo de mulheres que se manifestava contra um projeto de lei. Para provocá-las ele disse: “A novela vai começar”. O fato gerou críticas.

Rose Guglielminetti

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

5 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Sabemos que um deles não é você.
    Não sei porque o desespero em saber quais são nomeados, e qual a ilegalidade nisso! Esse tipo de indicação vem desde Roma antiga.
    Manda a lei aí que prova que isso é ilegal, por favor.

    • Sabemos que um deles é vc!! Cara de pau. Não é ilegal nomear comissionado, o ilegal é devolver parte do salário ao vereador, o que acontece em muitos casos. Por isso a fidelidade dos vereadores ao pior prefeito da história de Campinas.

  • O que o povo quer saber mesmo é quanto do salário dos comissionados volta para o vereador que os indicou, em porcentagem!! Vulga ” rachadinha” !!

    FORAAAAA JONAS !!!

Rose Guglielminetti

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

Marcos Andrade

Marcos Andrade

Marcos Andrade é formado em jornalismo pela Unesp e pós graduado em Gestão da Comunicação em Mídias Digitais pelo Senac. Com passagens pelas rádios Band News FM e Bandeirantes de Campinas, é produtor do programa Bastidores do Poder da Band Campinas desde 2016.

Zezé de Lima

Zezé de Lima

Jornalista que começou no Diário do Povo, quando a sede era na César Bierrembach, e com histórias no Jornal de Domingo e Correio Popular. Na última década, já fiz de tudo na Band Campinas. Hoje posso fazer só o que gosto.

Mais Categorias