Início » Vereador do Novo diz que não é base e defende corte de “mordomias” na Câmara de Campinas

Vereador do Novo diz que não é base e defende corte de “mordomias” na Câmara de Campinas

O vereador de Campinas, Paulo Gaspar (Novo), disse nesta terça-feira (30/03) que não faz parte da base do governo Dário Saadi (Republicanos), mas que tem cumprido o seu papel de vereador que é buscar informações junto aos secretários municipais para propor políticas públicas. Ele também disse que apresentou uma série de projetos para reduzir os gastos do Legislativo campineiro.

Entre as medidas de contenção de despesas está o fim de carros para vereadores. Ele sugere a entrega dos veículos e o uso de aplicativos de transporte. O projeto de lei que ele propôs prevê um custo de R$ 900,00 por gabinete. Hoje o gasto é de cerca de 4 mil com essa despesa. Ele disse que abriu mão do carro oficial e contratou quatro dos cinco assessores que tem direito.

Outra proposta é fazer com que o parlamentar assuma o custo dos diplomas de honrarias, além da despesa das sessões dos eventos. A média do custo dos diplomas, medalhas, etc. é de R$ 300,00

Sobre ser próximo de alguns secretários, ele disse que preside duas comissões – a da desburocratização e a de leis obsoletas – e, por causa, disso tem buscado as informações.

Ouça a entrevista que ele deu hoje para mim e para a jornalista Zezé de Lima, no programa “Bastidores do Poder”, da Rádio Bandeirantes.

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.