Câmara de Vereadores

Vereadores querem recriar tíquete e despesa será de R$ 3,6 mi

Rose Guglielminetti
Escrito por Rose Guglielminetti

Depois de 15 anos suspenso por conta de um escândalo de mau uso por parte de vereadores, a Câmara de Campinas avalia voltar a fornecer vale refeição aos assessores comissionados, numa medida que poderá provocar um gasto extra de R$ 3,6 milhões por ano no orçamento da Casa. 

O beneficio – que hoje é restrito apenas aos 185 funcionários concursados – deverá se estendido também, aos 235 assessores contratados, em sua maioria, para atuarem nos gabinetes dos vereadores.

Hoje, o vale-refeição dos concursados é de R$ 1,3 mil por mês. Se o valor for mantido e for ampliado a todos os funcionários do Legislativo, o gasto da Câmara com o benefício passaria dos atuais R$ 2,8 milhões para R$ 6,4 milhões.

De acordo com a assessoria do presidente da Câmara, vereador Marcos Bernardelli (PSDB), os tíquetes alimentação para os servidores comissionados fazem parte da pauta de negociações do dissídio da categoria, que está sendo discutida com o Sindicato dos Servidores.

“De parte da Câmara, o que temos é um estudo que está sendo realizado justamente  para embasar a posição da Casa nestas discussões. O dissídio dos servidores ocorre em março”, disse o presidente, em nota oficial.  METRO

Sobre o autor

Rose Guglielminetti

Rose Guglielminetti

Sou comentarista política da Band-Campinas. Também sou colunista do programa "Bastidores do Poder", que vai ao ar todos os dias das 13h20 às 14h, na Band Campinas. Entre tantas editorias a de Política é a das que mais me atrai. E isso fez com que me enveredasse por esse caminho ao longo de minha carreira. Como repórter de Política sempre busquei oferecer notícias de bastidores do poder. E é isso que irei procurar fazer neste blog.

Atenção

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da autora do blog. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. A autora poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Comentários

  • Incrível! Qual a diferença entre um funcionário de carreira e um comissionado?
    Porque os funcionários de carreira tem direito e o outro não?
    Porque os concursados, recebem salários pomposos, como é sabido que a câmara paga cerca de 20mil, para um motorista, apenas porque é concursado?
    Acredito ser direito destes de receberem também.
    Não seremos hipócritas.
    Falei!

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.